Janderson esbanja confiança depois de estrear pelo Corinthians

    A vitória para cima da Chapecoense foi mais do que especial para um atleta corintiano que esteve em campo, na última quarta-feira. Relacionado pela primeira vez, Janderson substituiu Pedrinho aos 23 minutos do segundo tempo no duelo contra os catarinenses e fez sua estreia com a camisa do Timão.

    Atacante, o jovem de 20 anos foi um dos principais destaques das categorias de base do Corinthians em 2018, com quatro gols marcados e sete assistências. Neste ano, foi chamado aos profissionais após as campanhas na Copa São Paulo de Futebol Júnior e na Copa do Brasil sub-20.

    Janderson fez sua estreia pelo Corinthians na última quarta-feira, contra a Chapecoense (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

    “Janderson já está um bom tempo treinando com a gente, jogador de velocidade. Imaginei contra-ataque, força para o contra-ataque, jogador que tem o 1 contra 1, muita personalidade, foi bom para quebrar o gelo da estreia”, justificou Fábio Carille.

    Vindo do Joinville em agosto do ano passado, o camisa 31, inicialmente emprestado ao time do Parque São Jorge, foi adquirido em definitivo pelo Corinthians, que tem 70% dos direitos econômicos da jovem promessa.

    “É um sonho realizado poder estrear pelo profissional do Corinthians, venho trabalhando para isso, apareceu a oportunidade e eu entrei, estava pronto. O importante é que saímos com os três pontos. Sempre foi um sonho, até mesmo na Copa São Paulo a gente ia jogar e o estádio estava lotado. Eu aprendi a ter um amor pelo Corinthians e me dediquei para tudo isso, para poder estrear no profissional. Queria agradecer essa torcida maravilhosa pelo apoio e o incentivo”, afirmou Janderson, antes de definir o seu estilo à imprensa.

    Veja também:

    “Eu jogo meu futebol, é ousadia e alegria, não tem que intimidar, eu não caio na pressão de ninguém até porque é isso que eu gosto de fazer, jogar bola, então não teve nada disso. O Corinthians tem muitos jogadores de qualidade e eu estou vindo para somar. Se ele (Carille) precisar de mim eu vou estar pronto, vou entrar e fazer o que eu sei, ter velocidade e drible para poder ajudar minha equipe”, finalizou.

    Com contrato válido até o final de 2022, Janderson teve atuação regular contra a Chapecoense, com o característico empenho defensivo exigido aos pontas do time de Fábio Carille. A velocidade e o drible de fato são os pontos principais de seu estilo, similar a Clayson, algo útil para duelos contra times que têm a proposta defensiva como postura adotada diante do Corinthians.

    Veja Também