Carille explica por que não coloca Corinthians para jogar pra frente

    O pouco tempo de preparação foi apontado como motivo para o Corinthians não atuar de maneira mais ofensiva. Quem fez a afirmação foi o técnico Fábio Carille, após a vitória contra a Chapecoense por 1 a 0 – no duelo, o Timão teve somente 15 minutos de postura mais agressiva.

    “Pré-temporada e tempo de preparação. Tenho repetido bastante, sei que tenho sido até chato. Para jogar pressionando adversário, você precisa estar inteiro. Falando de 2012, o time da Libertadores só jogava Libertadores – início do Brasileiro foi jogando com reservas. Para marcar pressão precisa de energia”, explicou o treinador.

    Técnico corintiano também admitiu performance fraca recente (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

    Carille também reconheceu que as atuações corintianas estão abaixo da média, afirmando ainda que, até a parada para a Copa América, o rendimento não vai deixar de ser “feio”.

    “Sei que o geral não está legal e vai continuar assim se não mudar o calendário. Se mesclar tira o entrosamento, se colocar o time sempre está arriscado o planejamento. É duro, cara”, contou, antes de concluir.

    “Falando com o técnico do Racing, eles tiveram 50 dias de preparação. É diferente, você testa, prepara. Muitas vezes estou testando nos jogos, é um risco, mas é o que tem que fazer. Até a parada vai ser feio ainda, depois da parada pode melhorar, mas a sequência vai cair outra vez, é uma loucura nosso calendário para quem quer chegar em todas as decisões”, finalizou.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians