Adriano entra em acordo com Timão e receberá pouco mais de R$ 1 milhão

    Acabou a briga entre Adriano e Corinthians. Em audiência com duração de mais de três horas, no Fórum Trabalhista de São Paulo, na Barra Funda, nesta sexta-feira, o Imperador e o Departamento Jurídico do Timão chegaram, nesta sexta-feira, a um acordo amigável sobre o rompimento do contrato. O Timão não divulga o valor exato da indenização, mas o acordo gira em torno de R$ 1 milhão, segundo o diretor jurídico do Corinthians, Luiz Alberto Bussab.

    O centroavante cobrava cerca de R$ 50 milhões referentes ao fim do vínculo, em junho, incluindo até indenização por danos morais. Já o Timão havia depositado apenas R$ 150 mil por tê-lo demitido por justa causa, amparado pelas 67 faltas dele a treinamentos e sessões de fisioterapia no CT Joaquim Grava.

    – Ele pedia R$ 50 milhões, mas fizemos um acordo amigável e está tudo resolvido. Vamos pagar um pouco mais de R$ 1 milhão. A liberação do Fundo de Garantia é imediata. O restante vamos pagar em seis vezes – explicou Bussab.

    A cobrança de Adriano na Justiça incluía também R$ 800 mil por atraso no pagamento dos direitos de imagem. O Corinthians reconheceu o débito, mas alegou que isso aconteceu porque o jogador não apresentou notas fiscais. No acordo, o Alvinegro conseguiu diminuir o valor.

    – Havia essa divergência por causa dos valores e por ele não nos ter emitido as notas. Acertamos e vamos cumprir. Desejamos toda a sorte ao Adriano e que ele consiga se recuperar – acrescentou Bussab.

    Na última quarta-feira, Adriano anunciou em seu Twitter que inicia na próxima segunda o trabalho de fisioterapia nas instalações do Flamengo, no Ninho do Urubu. O futuro dele no clube que o revelou, porém, ainda é uma incógnita.

    Reportagem: Globo Esporte

    Veja Também

    Notícias do Corinthians