Alex: 'Ainda não é a história que nós queremos, mas está bem escrita'

    Garçom do gol que levou o Corinthians à final da Taça Libertadores pela primeira vez, Alex conseguiu se manter frio após o empate por 1 a 1 contra o Santos. Em meio à euforia da torcida, assegurou que ainda falta um capítulo para escrever a história desejada pelos alvinegros. Mas, com a experiência de quem foi campeão em 2006 com o Internacional, assegurou que o título está bem encaminhado.

    “Não é a história que queremos ainda, mas está bem escrita porque esse grupo tem cara de Libertadores”, afirmou o camisa 12, autor do cruzamento para o gol de Danilo.

    Na decisão, o Timão vai enfrentar o vencedor do confronto entre Boca Juniors (ARG) e Universidad (CHI). Os argentinos venceram por 2 a 0 na Bombonera e podem até perder nesta quinta-feira, em Santiago. Independentemente de quem for o adversário, Alex vê o Corinthians cada vez mais pronto em razão das dificuldades.

    Depois de passar facilmente nas oitavas de final, com uma vitória por 3 a 0 sobre o Emelec (EQU) no Pacaembu, a equipe comandada por Tite sofreu, tanto nas quartas de final diante do Vasco, como na semi contra o Santos. Os triunfos com a “cara de Libertadores” que Alex detectou prepararam o time para a decisão.

    “É o momento que todos esperavam, tudo que a gente viveu era essa expectativa, foi uma grande vitória. A gente vai passando por etapas, adversários duríssimos, estamos cada vez mais prontos para uma decisão dessas”, disse.

    Reportagem: Globo Esporte

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians