Após caipora e noite zumbi, Tite festeja seu novo patamar

    Tite deixou o Pacaembu após conceder sua entrevista coletiva e festejar muito com os atletas e membros da comissão ténica no vestiário, já no início da madrugada. Após ir de carro até sua casa, em trajeto que durou quase 1h, sem sequer cogitou ir dormir. Tomou uma champagne com seus familiares e depois foi preparar suas caipirinhas:

    “Assisti TV, revi os lances, e tomei uma de maracujá e outra de limão, com uma mistura que se usa lá no Sul. Fui dormir às 6h e acordei às 7h30 com o telefone tocando “, disse ele, definindo sua manhã como “meio zumbi.”

    Empolgado com o título inédito – para o clube e para ele -, Tite deu nova entrevista coletiva nesta tarde, desta vez no CT Dr. Joaquim Grava, ao lado da taça. Ao final, chamou seu filho Mateus para posarem juntos com o troféu.

    “Se eu não tivesse essa família linda que eu tenho, não teria uma sustenção. A responsabilidade é muito grande, se não tem por parte da esposa… As seis ou sete cirurgias que ela teve de me aguentar (de joelho, quando era jogador) fizeram ela compreender o futebol. No início da carreira, saí de alguns clubes discutindo com diretor e ela dizia: “Para com isso.” Até aprender que é mais diálogo e menos confronto, tu vai amadurecendo. Saúde, família, trabalho e espiritualidade são os quatro pilares que, ajustados, ficam legais”, explica.

    Questionado sobre a sua importância na história do Timão, Tite minimizou e lembrou de Osvaldo Brandão, campeão paulista pelo clube em 1977, conquista que encerrou uma fila de quase 23 anos.

    “Não quero passar com propaganda enganosa. Teve o Brandão e aqueles títulos. O de 77 foi muito marcante. Todos estavam muito em busca disso, era uma carga muito grande, e agora extravazou. Talvez naquele momento foi mais importante. Quis o destino que eu fizesse parte disso. Mas ao longo vamos buscando”, afirmou, não negando, porém, que o título muda seu patamar:

    “Do meu conhecimento, título chancela, é igual passaporte. É muito mais da visão de vocês, é inevitável, fica a marca, mas estou me preparando há bastante tempo para isso”, finalizou.

    Reportagem: Lance!

    Veja Também

    Notícias do Corinthians