Osmar Loss - Corinthians

    Após cinco anos, Corinthians fica mais perto do Z4 do que da Libertadores

    Depois de cinco anos praticamente hegemônicos no futebol brasileiro, conquistado duas edições do Campeonato Brasileiro e brigando por uma vaga na Libertadores quando isso não aconteceu, o Corinthians se viu em uma situação diferente: com o empate do Atlético-MG, na noite da última quinta-feira, o clube está, pela primeira vez desde 2013, mais perto da zona de rebaixamento do que dos seis primeiros colocados.

    Descartando as primeiras rodadas das edições de 2014, 2016 e 2017, quando os times formam um bloco quase único e o descenso não é uma preocupação, o Timão não se via nessa situação desde o final do Nacional de cinco anos atrás. À época, ainda atual campeão mundial, o time comandado por Tite não conseguiu engrenar no segundo turno e conquistou apenas 20 dos 57 pontos disputados.

    Com Alexandre Pato no ataque diante do já rebaixado Náutico, o clube do Parque São Jorge perdeu por 1 a 0 nos Aflitos e fechou sua participação 11 pontos atrás do Botafogo, quarto colocado e último classificado à Libertadores. Naquela edição ainda não havia o G6, criado em meio à disputa do Brasileiro de 2016.

    Osmar Loss - Corinthians x Fluminense
    Foto: Ag. Corinthians

    Nesse período, mesmo com algumas oscilações e com menos vagas ao torneio continental, o Timão nunca havia se colocado mais próximo dos últimos colocados do que dos primeiros. A situação, por sinal, pode ficar ainda pior quando todos os times tiverem o mesmo números de jogos.

    Enquanto acima de si os ponteiros já completaram os 20 jogos previstos para esse estágio do torneio, abaixo há seis equipes com duelos a fazer. Bahia, Santos, Chapecoense e Ceará (1 jogo), Atlético-PR e Vasco (2 jogos) devem completar sua contagem apenas na metade final do mês que vem.

    De olho nessa situação, o Corinthians tenta voltar as suas atenções mais para a parte de cima diante do Paraná, neste sábado, às 19h (de Brasília). O duelo servirá para medir forçar com um time que esteve na zona de rebaixamento durante todo o torneio e abrirá uma série fundamental para a sequência do ano, completada com Colo-Colo, na quartas, decisão pela Libertadores da América, e Atlético-MG, no sábado, dia do aniversário do Timão, todos em Itaquera.

    Veja Também