Após escândalos, base do Corinthians faz campanha contra pagamentos ilegais

    • Divulgação/Corinthians

      Placa no Parque São Jorge faz alerta contra pagamento de propina

      Placa no Parque São Jorge faz alerta contra pagamento de propina

    O comando das divisões de base do Corinthians espalhou, no Parque São Jorge, placas que alertam contra pagamentos ilegais. No último ano, episódios irregulares que envolviam propina marcaram o setor.

    Na campanha, que também foi aderida por outros clubes em São Paulo e já havia sido lançada pelo Corinthians por meio de nota oficial, frequentadores do Parque São Jorge são orientados para não fazerem o pagamento de nenhuma quantia em troca de benefícios e/ou escalação. O clube ainda alerta que isso se trata de estelionato. 

    No último ano, uma comissão especial criada no conselho deliberativo inocentou o conselheiro vitalício Manoel Ramos Evangelista de acusação em caso de natureza semelhante. O empresário americano Helmut Niki Apaza acusou Manoel, além do então gerente Fábio Barrozo, de venderem direitos econômicos do atacante Alyson Mota, que sequer tinha contrato profissional na ocasião. O episódio resultou na saída de Barrozo.  

    Veja Também