Após perdão de Tite, Willian marca e agradece treinador

    Não foi apenas Liedson que deixou a cidade de Presidente Prudente com sentimentos de alívio e redenção. Willian também viveu uma tarde especial. Além de marcar o segundo da goleada sobre o Oeste, por 3 a 0, ele pôs uma pá de cal na fase negra, que o fez brigar por uma vaga no banco de reservas e até pedir desculpas para o técnico.

    Em má fase, o camisa 7 foi substituído contra o Comercial, não gostou e chiou. Tite nem precisou chamar o camisa 7 para conversar, já que ele mesmo viu que errou, procurou o comandante e pediu desculpa pelo ato destemperado.

    O perdão, como Tite confirmou ao LANCENET!, que publicou essa história dos bastidores no último sábado, foi concedido sem qualquer dificuldade, “pelo comportamento que sempre foi exemplar”.

    Willian não se esqueceu da conversa com o treinador após marcar em Prudente. Ainda no gramado, falou sobre o episódio e lembrou-se da dificuldade que um jogador passa quando é preterido até do banco de reservas, como ocorreu com ele nos dois confrontos com o Cruz Azul (MEX) e diante do rival Palmeiras.

    “Cara, a gente sabe que futebol altos e baixos são normais, a concorrência é grande. Saí não porque eu estava mal, mas porque um companheiro estava melhor. Temos de saber que o outro também merece quando está lutando para isso. É complicado ver um jogo pela TV, eu nem tinha vontade de assistir. Dá até vontade de chorar”, disse Willian.

    “A gente sabe que o Tite dá abertura para conversar, temos essa liberdade. Aí, conversamos e tudo ficou certo. Fico feliz por voltar a jogar, a marcar gol e ter chance de ajudar a equipe”, completou o camisa 7.

    Reportagem: Lance!

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians