Atletas do Corinthians são destaques da 11ª edição do Demolidor Fight MMA

    O Corinthians teve uma noite vitoriosa em Bauru-SP no último sábado (25). Na 11ª edição do Demolidor Fight MMA, o clube foi representado por Alex ‘Canguru’ e Marcos ‘Detona Ralph’, que saíram vencedores dos confrontos que protagonizaram.

    O primeiro a subir no octógono foi Alex ‘Canguru’. Pelos leves (até 70 kg), mediu forças com Alex ‘Demolidor’ Franco e precisou de poucos minutos para vencer o duelo. Após um começo de estudos, Canguru acertou um potente soco que derrubou o adversário. Na luta no solo, mostrou muita técnica de ground-and-pound e finalizou o combate por nocaute técnico.

    Já pela categoria peso-pesado (até 120 kg), Marcos ‘Detona Ralph’ encarou Wellington Bueno após um ano e meio sem lutar. Mesmo assim, não sentiu a falta de ritmo e castigou o adversário com bons golpes. Wellington resistiu bem aos jabs até sofrer um no nariz que o fez sangrar bastante. A luta foi interrompida para atendimento médico, em que foi constatado que o lutador não havia mais condições de continuar no combate. Sendo assim, Detona Ralph saiu vencedor ainda no primeiro round.

    Vitória também em Pitangueiras-SP

    No último dia 18 deste mês, na cidade de Pitangueiras-SP, rolou o Pitan Fight 2, e novamente o Corinthians MMA foi representado por dois atletas: o peso-leve Lucas Ghidelli e o peso-médio (até 84 kg) Bruno Oliveira, que voltaram para casa com mais uma vitória no cartel.

    Diante de Geovane, Lucas Ghidelli começou a luta mais defensivo, devido à agressividade do oponente. Quando encontrou a distância, passou a incomodar o adversário com bons golpes. Em um deles, o adversário acusou que sentiu e abriu brecha para Ghidelli crescer no combate. Quando a luta foi para o chão, um belo mata leão do corinthiano decretou mais uma vitória para o Alvinegro.

    Depois, Bruno Oliveira subiu ao octógono com Alan ‘Ninja’, atleta de Pitangueiras que teve toda a torcida do ginásio a favor. Aproveitando a envergadura e variando entre socos e chutes, Bruno foi dominante durante todos os três rounds, passando perto de nocautear o oponente em diversos momentos. Ainda que não tenha finalizado o combate, foi declarado vencedor por decisão unânime dos juízes.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians