Atletas do Guaraní falam em calar a Arena: ‘Classificaremos. Eu assino!’

    A vitória por 2 a 0 no jogo de ida, disputado no estádio Defensores del Chaco, encheu os jogadores do Guaraní de confiança para o duelo de volta na Arena Corinthians, nesta quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. À rádios de Assunção, os atletas paraguaios não economizaram nas palavras otimistas.

    Um dos mais empolgados é o centroavante Federico Santander. Em entrevista à Monumental 1080 AM, o artilheiro da equipe na competição, com seis gols, respondeu da seguinte maneira ao ser questionado se o Guaraní confirmaria a vaga.

    – Eu ponho a minha assinatura que classificaremos na quarta-feira – avisou o camisa 9, autor do gol de falta no jogo de ida, que contou com a colaboração do goleiro Cássio.

    Outro que demonstrou confiança num bom resultado contra o Timão, mesmo fora de casa, foi Fernando Fernández. O atacante já vislumbra o silêncio dos cerca de 40 mil alvinegros na Arena Corinthians, local onde a equipe brasileira não perde há 32 jogos (23 vitórias e nove empates).

    – Estamos com muita garra e motivação para jogar e trazer essa classificação histórica para o Guaraní. Sabemos que jogaremos num estádio lotado, será lindo classificar e deixar mudo aquele estádio – afirmou o camisa 11, em entrevista ao programa Tu Hora Deportiva, da rádio 90.1 FM.

    Julián Benítez foi além. Para o atacante, que será o homem dos contra-ataques do Guaraní, o placar do primeiro jogo mexerá negativamente com a equipe de Tite e com a própria torcida do Corinthians. O jogador, inclusive, garantiu saber como fazer para irritar os brasileiros dentro de campo.

    – Os brasileiros sofrem quando estão sem a bola, o Corinthians vai entrar desesperado. Eles entrarão pressionados pela torcida e poderão dar espaços, aí temos de aproveitar. Pecaremos se ficarmos atrás pensando que aquele 2 a 0 definiu tudo – afirmou Benítez, em entrevista à rádio Cardinal 730 AM.

    O técnico Fernando Jubero parece ser o mais pés no chão. O comandante do Guaraní, assim como sempre demonstrou Tite ao falar dos paraguaios, falou num tom mais respeitoso e preocupado sobre o duelo com o Timão. Para o espanhol, que está no clube desde 2013, será preciso jogar com os pés e a cabeça ao mesmo tempo.

    – Temos que ter a cabeça fria e tentar chegar ao gol. Nós devemos manter a calma e a tranquilidade na partida, viajaremos com o sonho e a esperança de trazer essa classificação – afirmou Jubero, ao programa FutGol, da rádio 970 AM.

    O Guaraní desembarca nesta terça-feira em São Paulo. À noite, a equipe fará o reconhecimento do gramado da Arena Corinthians, palco do confronto com o Timão, às 22h, pelas oitavas da Libertadores. Para se classificar, os paraguaios poderão empatar, perder por um gol de diferença ou até por dois gols de diferença caso balancem as redes de Cássio.

    Veja Também