Borja vê Corinthians como ‘título na mão’, mas afirma: ‘Se deixarem escapar, temos que aproveitar’

    O centroavante Miguel Borja deixou o gramado do Pacaembu aliviado na noite de quinta-feira. Após findar um longo jejum de gols diante da Ponte Preta, o colombiano projetou manter a evolução na reta final do Campeonato Brasileiro e evitou críticas ao técnico Cuca. Sem marcar desde o dia 21 de junho, data da vitória sobre o Atlético-GO, Miguel Borja passou 17 partidas consecutivas em jejum. Colocado no lugar do lesionado Willian diante da Ponte Preta, o colombiano finalmente desencantou ao anotar um golaço após aplicar um chapéu no goleiro Aranha.

    “Sem dúvida (saiu um peso das costas). Não é fácil tudo o que tenho vivido aqui no Brasil”, afirmou Borja, contratado após brilhar pelo Atlético Nacional. “Tem sido muito difícil, mas acredito em Deus. Tudo tem um propósito especial”, acrescentou o colombiano, já pensando no duelo com o Grêmio.

    Real, Juve e Bayern no FOX Sports 

    “O propósito é ficar entre os quatro primeiros. O Corinthians está jogando muito bem e tem o título nas mãos. Se eles deixarem escapar, temos que aproveitar, mas agora temos que pensar no Grêmio”, afirmou Borja, que deve ser titular no lugar do lesionado Willian.

    Cobrado por Cuca para ser mais participativo e combativo dentro de campo, o colombiano evitou criticar o treinador que recentemente encerrou sua passagem pelo Palmeiras. E reiterou que vem encontrando dificuldades para se adaptar ao futebol brasileiro.

    “O Cuca fez de tudo para o Palmeiras ganhar e respeito as decisões dele. É um técnico campeão do Brasil, campeão de muitos torneios. Estou trabalhando dia a dia para melhorar. A adaptação não tem sido fácil, mas estou trabalhando”, comentou Miguel Borja.

    Em seus dois primeiros jogos como técnico interino do Palmeiras, contra Atlético-GO e Ponte Preta, Alberto Valentim usou Miguel Borja. Após findar seu longo jejum de gols, o colombiano ganhou elogios do novo comandante, mas também foi cobrado.

    “Estou muito feliz pelo Borja. Já está treinando melhor e tem que se esforçar ainda mais para atingir o futebol que conhecemos. Conversamos para que ele fizesse o que treinamos. Fez um bonito gol e nos ajudou a vencer, deixando o jogo mais tranquilo”, afirmou o interino.

    (Crédito da imagem: Jales Valquer/Foto Arena)

    Veja Também

    Notícias do Corinthians