Campeão nos rivais, ex-centroavante lembra mal momento no Corinthians e ‘mágoa’ com Tite

    Existem atletas que simplesmente não dão certo com a camisa de alguns clubes. Com história escrita em times como Santos e palmeiras, o ex-centroavante Alberto é um dos casos que a ‘camisa não caiu bem’. Em entrevista ao FOSports.com.br, o ex-atleta relembrou a frustrante passagem pelo Corinthians e explicou por que, ao contrário dos rivais, não deu certo no time de Parque São Jorge.

    Saiba mais:

    Jornal crava Neymar no PSG

    Zé Ricardo elogia Muralha

    Felipe Melo detona árbitro

    “Eu não estava em um momento bom no Corinthians. Como eu saí do Santos campeão, do Palmeiras também, aí eu deixei a Rússia e fui para lá. Tive clima bom nos lugares e lá no Corinthians não era bem assim. Na época, o Tite tinha o grupo fechado. Ele dava tapa na cara, tapa no peito e gritava para o grupo ‘somos família’, só que me senti meio excluído por ele. Ele lançou o Jô, Marcelo Ramos, que não estava fazendo gol. Eu não tive o clima favorável como era no Santos”, contou o atleta.

    O ano era 2004 e o Corinthians vivia um péssimo momento. Após um período vitorioso em anos anteriores, o Timão sofria com a pressão da torcida e chegou a brigar contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Juninho, Oswaldo de Oliveira e Tite comandaram o Corinthians naquele ano. Porém, após se queixar da futura parceria do Alvinegro com a MSI, o gaúcho, que viria a ser o maior técnico da história do clube na década seguinte, deixou o comando da equipe nocomeço de 2005.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians