Fabio Carille - Corinthians 1 x 1 São Caetano

Carille diz que meias devem se revezar no meio-campo do Corinthians

O Corinthians dificilmente verá Jadson atuar ao lado de Sornoza como titular. O treinador Fábio Carille enxerga seus dois principais meias com características bem diferentes um do outro e pretende testá-los de acordo com as partidas. Contra o Santos, o escolhido foi o camisa 7, autor de sua oitava assistência na temporada de 2019. O equatoriano pode ser mantido no time. 

– Vou usar de acordo com os jogos. São meias, mas com características diferentes. Sornoza vem mais de trás, Jadson consegue jogar mais de costas. Quando pegamos um adversário mais fechado, Jadson é o único que consegue romper essa linhas – disse Carille, e completou a análise: 

– Quando for um jogo mais intenso, o Sornoza encaixa melhor. E com ambos eu não perco a bola parada. Se o Jadson for a opção, ele também terá muita qualidade na bola parada.

Aos 35 anos, Jadson tem um gol, uma assistência e 13 jogos disputados em 2019. Enquanto isso, Sornoza tem 16 jogos no ano e é o autor de oito assistências para gol, o líder isolado do quesito no Corinthians. 

Contra o Santos, logo no começo da partida, Sornoza cruzou na medida para o zagueiro Manoel se antecipar aos defensores do Peixe e marcar de cabeça. No fim, 2 a 1 para o Timão. Os times voltam a se enfrentar no dia 8, no Pacaembu. 

Antes disso, porém, o Corinthians recebe o Ceará, na quarta-feira, na Arena, quando Jadson pode ser o escolhido para dar um respiro ao camisa 7. 

Veja Também