Carille elogia performance em “jogo grande”, mas quer Corinthians melhor com a bola

    O técnico Fábio Carille elogiou a postura tática apresentada pela sua equipe em um “jogo grande”, definição sua para o encontro com o Grêmio, na noite deste sábado, na Arena Corinthians. Para ele, ainda que tenha visto o adversário envolver o Timão em certos momentos com seu toque de bola, o Alvinegro foi capaz de finalizar mais e ter mais chances reais de gol do que o seu adversário.

    “Jogo grande, contra um adversário que está muito tempo junto, conjunto, confiança. A bola não queima no pé deles”, avaliou o treinador corintiano, apontando a parte defensiva dos donos da casa como impecável no embate. Faltou, porém, mais contundência com a bola no pé.

    “Sem bola nosso jogo foi bom, eles ficaram com a bola, mas a gente finalizou mais. Temos que melhorar com a bola. A gente, em alguns momentos, acabou envolvendo o Grêmio, a bola rodou bonito por dentro, sim. É algo que a gente tem buscado, que temos de melhorar”, continuou Carille.

    Do banco de reservas, o comandante tentou modificar a sua equipe desde o intervalo, mandando a campo Vagner Love na vaga de Boselli, promovendo o retorno de Júnior Urso no posto de Ramiro e apostando na estreia de Régis, ambos já na parte final do duelo, sem sucesso.

    Mesmo com um bom nível técnico, o Timão e o Tricolor não conseguiram superar as respectivas barreiras adversárias, mantendo os paulistas com cinco pontos e os gaúchos com apenas dois, bem longe da luta pelos primeiros lugares do Campeonato Brasileiro.

    Na próxima rodada, o Timão vai em busca de mais uma vitória contra o Atlético-PR, às 16h (de Brasília) do domingo, na Arena da Baixada. Antes disso, porém, os comandados de Fábio Carille iniciam a disputa das oitavas de final da Copa do Brasil, às 21h30 (de Brasília) da quarta-feira, também em Itaquera.

     

    Veja Também