Carille mantém pés no chão após 10ª vitória e começa a pensar no Palmeiras

    O Corinthians somou mais três pontos no Brasileirão ao derrotar a Ponte Preta por 2 a 0 na noite deste sábado, em Itaquera. Com isso, o time chegou à décima vitória no Brasileirão – são 32 pontos em 36 possíveis. Diante do cenário, porém, o técnico Fábio Carille manteve o discurso de pés no chão e pediu intensidade aos jogadores.

    “Não mudei minha forma de trabalhar desde o começo e não vou mudar. Sempre falo da importância do próximo jogo, pelo intensidade para não deixar relaxar. Sem trazer muita responsabilidade, mas sem deixar relaxar”, explicou Carille.

    “Não pensei em nenhum momento no jogo do Palmeiras, porque os três pontos de hoje são os mesmos de quarta-feira. A partir de agora começamos a planejar para a partida contra o Palmeiras”, disse o trenador.

    O Corinthians soma 32 pontos no Brasileirão e abriu nove pontos de vantagem sobre o Flamengo, o vice-líder. Na próxima rodada, o time enfrentará o Palmeiras no Allianz Parque. 

    Veja mais trechos da entrevista de Carille:

    INVENCIBILIDADE DE 26 JOGOS
    Não falo sobre isso e não vou falar. Numa reunião eles decidiram que seria jogo a jogo para pensar em título. A cada três jogos são seis pontos, mas o grupo preferiu responder que seria jogo a jogo. Não trago isso, porque pode aumentar responsabilidade.

    PODER DE DECISÃO DE JÔ
    Não imaginava [o atual desempenho], principalmente a participação dele, vendo ele fazer cobertura defensiva, de muita entrega, não para. Ele ajuda muito na marcação, cobre lateral. Não esperava, está sendo muito positivo dentro e fora de campo.

    IMPORTÂNCIA DA DEFESA
    Muito importante, porque lá no começo deixei claro que daria segurança à equipe não tomando gols e ir aos poucos ajeitando a parte ofensiva. Estamos soltando mais o time. Hoje não considero um jogo bom, foi amarrado, catimbado, não gostei muito da qualidade, mas a defesa está sendo importante, deu confiança, a dupla de zaga se entende muito bem, volantes que agridem marcação e um goleiro em excelente fase.

    REENCONTRO COM SHEIK
    É um jogador que gosta desses jogos de bastante marcação, ele se motiva em jogar contra clubes grandes. É um amigo que tenho, a quem respeito muito, com quem aprendi a lidar. Sou muito grato por ele ter ido na inauguração da minha escolinha em Sertãozinho, é um grande amigo que tenho dentro do futebol.

    MELHORA NO ATAQUE
    Isso requer tempo, entrosamento, conhecimento, e tem tudo para ficar melhor. Parte defensiva é mais fácil de organizar, apesar de que a resposta foi rápida. Mas com entrosamento, entradas boas de Pedrinho, Clayson, Marquinhos Gabriel, podemos trocar e o nível continua alto.

    PALMEIRAS DO COMEÇO DO ANO X PALMEIRAS ATUAL
    Vejo é que o Cuca conhece melhor os jogadores do ano passado e o Eduardo estava em início de trabalho. O Cuca arma bem seu time, sabe o que tem na mão e será um jogo diferente. O Cuca arma a equipe de acordo com o adversário, não sei o que ele pensa do nosso time, mas vamos preparados.
     

    Veja Também

    Notícias do Corinthians