Cássio aponta ‘migué’ de rivais, admite chateação e faz cobrança ao elenco do Corinthians

    O fraco início de segundo turno do Corinthians, jogando apenas contra equipes que lutam para fugir do rebaixamento, poderá reanimar outros postulantes ao título do Campeonato Brasileiro. Todos já acenado com a desistência antes de o líder perder por 1 a 0 para Vitória e Atlético-GO e sofrer para derrotar a Chapecoense pelo mesmo placar.

    “Ninguém desistiu do campeonato. Essa pegadinha de falar que desistiu é só migué. Precisamos continuar fortes, bem, para ficar em primeiro”, comentou o goleiro Cássio, incomodado com o tropeço de sábado, diante do lanterna, em casa. “Não só eu, mas todo o mundo ficou muito chateado. É nosso dever fazer pontos em casa”, lamentou.

    Sevilla, Boca, River e muito mais no FOX Sports

    Pontuando dentro e fora de casa no primeiro turno, sem perder nem um jogo sequer, o Corinthians conseguiu abrir uma boa vantagem na ponta da tabela de classificação nacional. Hoje, soma 50 pontos, contra 40 do Grêmio, que receberá o Sport apenas no próximo sábado, e 37 do Santos, adversário do Cruzeiro neste domingo, no Mineirão.

    “A gente já estava em alerta durante todo o primeiro turno. Por isso, fomos bem. Mas vamos, sim, acender esse sinal de alerta para voltar a conseguir as vitórias em casa”, disse o volante Camacho, tentando encarar o momento de instabilidade com naturalidade.

    “A gente sabe que não é normal”, contrapôs o lateral direito Fagner. “A equipe estava sendo eficiente e não foi nos últimos jogos em casa. Fomos penalizados por isso”, complementou, apesar de destacar as chances de gol criadas no fim de semana.

    O Corinthians terá tempo para se recuperar emocionalmente. Como o Campeonato Brasileiro será paralisado para a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo, o primeiro colocado só voltará a entrar em ação em 10 de setembro, quando procurará tirar novamente as esperanças do Santos, na Vila Belmiro.

    “Vamos descansar agora. A pausa será longa para a gente se tranquilizar e voltar ao nosso normal, corrigindo os erros que estamos cometendo”, afirmou Fagner, que, assim como Cássio, irá se apresentar à Seleção Brasileira para os jogos contra Equador e Colômbia.

    Veja Também