Cássio revela torcida por voo pontual para não perder jogo do título

    • Ale Cabral/AGIF

      Cássio comemora com os companheiros o primeiro gol de Jô diante do Fluminense

      Cássio comemora com os companheiros o primeiro gol de Jô diante do Fluminense

    A tensão pré-título atingiu Cássio bem antes de Corinthians e Fluminense entrarem em campo nesta quarta-feira. No dia anterior, o goleiro integrou a Seleção Brasileira em amistoso contra a Inglaterra, em Londres, e correu contra o tempo para estar em Itaquera a tempo de acompanhar a partida.

    Na escala que teve de fazer em Portugal, vindo da Inglaterra, Cássio torcida para apenas uma coisa: que o voo não atrasasse.

    Como ele já estava descartado como titular, a torcida era para, ao menos, ficar no banco de reservas, o que acabou acontecendo. O voo que trouxe o jogador de volta para o Brasil, procedente de Lisboa, aterrissou no aeroporto de Guarulhos às 18h45 – a partida teve início às 21h45.

    “Com vontade de jogar a gente sempre está. Foi uma correria (a viagem). Sempre disse que, jogando ou não, o importante era estar aqui”, destacou o goleiro enquanto comemorava a conquista antecipada do Brasileirão na Arena Corinthians.

    “É complicado voltar de viagem assim. A concentração (em campo) não é a mesma, mas só o fato de estar aqui eu já agradeço muito”, completou.

    Com a lesão de Walter, o Corinthians pleiteou a liberação de Cássio da partida contra os ingleses, o que acabou não acontecendo. À distância, o goleiro tentou não se manter afastado da euforia que existia com a possibilidade de garantir o título brasileiro em Itaquera, ao lado da torcida.

    “Assisti aos jogos lá (da Europa), ficava ansioso. Parece que você fica mais tranquilo estando dentro de campo do que fora”, afirmou.

    Veja Também