Chegada de Marlone e reunião com a Conmebol: Timão tem dia decisivo

    O elenco está de folga e muita gente já se prepara para as festas de fim de ano, mas os dirigentes do Corinthians terão um dia agitado hoje. Em São Paulo, receberão o meia-atacante Marlone, que fará exames médicos antes de fechar por quatro anos. A chegada do novo reforço será o menor “problema” do dia, porque os detalhes entre as partes já estão acertados e falta apenas a assinatura do contrato.

    Em Assunção, capital do Paraguai, o presidente Roberto de Andrade e o superintendente de futebol Andrés Sanchez se reunirão com dirigentes da Conmebol. O Corinthians ameaça a não disputar a Libertadores de 2016 caso a entidade não aumente a cota para o ano que vem. Atualmente, os clubes brasileiros recebem 120 mil dólares (cerca de R$ 460) por jogo na competição. Na visão dos cartolas alvinegros, seria necessário mais do que o dobro, principalmente por conta das viagens para outros países sul-americanos.

    O LANCE! apurou, entretanto, que é improvável que o Corinthians não dispute a Libertadores do ano que vem, mesmo se Roberto de Andrade e Andrés não tiverem sucesso nas tratativas com a Conmebol. O Timão sabe da importância de jogar o principal torneio sul-americano, tem o desejo de participar, mas pretende exercer uma pressão. A dupla corintiana ficará em Assunção até amanhã, quando acontece o sorteio dos grupos da competição. O clube, por sua vez, é inscrito a partir do momento que envia o formulário preenchido aderindo ao regulamento.

    Engana-se, porém, quem pensa que os dirigentes que permanecerão no Brasil não terão trabalho. Apesar da chegada de Marlone, o clube busca um meia de criação para suprir a saída de Jadson, negociado com o Tianjin Quanjian, da China. Além disso, o Corinthians também está atrás de um centroavante e vem encontrando dificuldades no mercado.

    Até agora, assinaram com o Timão apenas o goleiro Douglas e o meia-atacante Alan Mineiro, que atuaram na Série B pelo Bragantino nesta temporada. O arqueiro deve ser emprestado a algum outro clube por conta da concorrência no setor. Há ainda muito trabalho para 2015…

    Veja Também

    Notícias do Corinthians