Clayson diz que torcida, e não Neto, que influenciou reação do Corinthians

    • Marcello Zambrana/AGIF

      Clayson, atacante do Corinthians, em ação durante jogo contra a Ponte Preta

      Clayson, atacante do Corinthians, em ação durante jogo contra a Ponte Preta

    De acordo com Clayson, não veio do desabafo do ex-jogador e apresentador Neto o combustível para a arrancada final do Corinthians rumo ao título do Campeonato Brasileiro. Para o atacante, a maciça presença da torcida no treino aberto antes do clássico contra o Palmeiras foi o que rendeu a energia extra para a equipe.

    “Foi arrepiante. Foi algo inexplicável. Quando a gente viu aquela multidão, a gente falou ‘não podemos deixar escapar o que a gente fez, temos que dar nossa vida porque o torcedor está do nosso lado’. Foi algo que acabou nos fechando mais ainda. A gente entrou com sangue no olho contra o Palmeiras, como tinha que ser, e conseguimos conquistar esse título tão importante”, disse Clayson, em entrevista à “ESPN”.

    O atacante admitiu que os jogadores do Corinthians assistiram ao desabafo de Neto, mas afirmou que o grupo tentou evitar que o tema contaminasse o vestiário.

    “Cara é corintiano roxo, acabou desabafando ali, mas a gente procurou não deixar no vestiário isso”, disse Clayson.

    “Acho que alguns jogadores acabaram vendo sim. Não se foi muito comentado no vestiário, mas acho que a parte principal foi naquele treino antes do jogo contra o Palmeiras, que a torcida invadiu o estádio. A gente sabia que seria o jogo da vida. Conseguimos retomar o caminho das vitórias e coroar esse título importante”, opinou.

    Veja Também