Clayson e Felipe Melo são suspensos um jogo por confusão em clássico

    O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou e suspendeu por um jogo cada Clayson e Felipe Melo pela confusão entre os atletas no clássico entre Corinthians e Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro. 

    Felipe e Clayson foram enquadrados no artigo 258, por “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras do Código”. A punição era de uma a seis partidas.

    Nesta quinta, após a conquista do título, o corintiano Clayson aproveitou participação no Sportv para falar sobre a suspensão. “Não achei justa não. O Corinthians tinha uma imagem clara da Arena que mostra tudo o que aconteceu. Mas acho que agora já passou também. Acho que é bom descansar”, comentou. 

    A confusão aconteceu no intervalo da partida entre Corinthians e Palmeiras, quando o agora campeão brasileiro venceu por 3 a 2.

    A sessão do STJD da manhã desta quinta (16) ainda advertiu Deyverson e absolveu o árbitro Anderson Daronco. 

    O juiz foi julgado pelo episódio do retorno do corintiano Gabriel ao campo após atendimento médico. Daronco se explicou sobre o caso. “Conversei com o árbitro assistente e ele e o atleta pensaram que eu tinha autorizado o jogador a entrar. Houve um mal entendido no sinal. Não foi maldade do atleta e ele teve a própria autorização do assistente. Por ter sido algo provocado pela equipe de arbitragem eu não apliquei o cartão. Expliquei isso aos atletas do Palmeiras e do Corinthians. Houve uma confusão com um sinal nosso”, explicou Daronco em áudio reproduzido no julgamento. 

    No caso de Deyverson, o palmeirense foi expulso de campo por dar uma cotovelada em Felipe Bastos. Ele foi enquadrado no artigo 259 (“praticar jogada violenta”), com possível gancho de um a seis jogos, mas acabou apenas sendo advertido. 

     

     

    Veja Também