Clayton espanta ‘zica’ de um ano da 9 do Corinthians e busca mais chances

    Contratado pelo Corinthians há menos de três meses após troca por Marlone com o Atlético-MG, o atacante Clayton desencantou pelo novo clube nesta quarta-feira. E foi logo em dose dupla: com gols marcados aos 38 e 46 minutos do segundo tempo contra o Vasco, o camisa 9 deu números finais à goleada por 5 a 2 na quinta rodada do Brasileirão, mostrou serviço ao técnico Fábio Carille e ainda espantou uma “zica” que acompanhava o clube há mais de um ano.

    Desde André, em 4 de junho de 2016, em uma partida contra o Coritiba na Arena Corinthians, o dono da camisa 9 do Timão não marcava um gol pelo Corinthians. Hoje no Sport, o jogador não foi exatamente um bom exemplo de sucesso com a camisa dos artilheiros – despediu-se com apenas seis gols marcados.

    O último 9 bem-sucedido foi Paolo Guerrero, que saiu no ano passado. Os herdeiros, Lincom e André, não fizeram quase nada. Mas Clayton sonha com oportunidades.

    “Primeiramente fico muito feliz por ter saído meu primeiro gol pelo Corinthians, e logo veio o segundo também. Acho que eu pude ajudar a equipe a desafogar o jogo, porque estava complicado, 3 a 2 era um resultado complicado, o Vasco estava pressionado. Então conseguimos o quarto e quinto gols e a equipe está de parabéns, fez um grande jogo”, disse Clayton, durante o desembarque da equipe no Aeroporto de Guarulhos, e antes de completar.

    “A gente tem trabalhado muito com o Carille, ele roda muito a equipe nos treinos, nos jogos, tem dado oportunidades. Agora é uma dor de cabeça para ele, mas equipe entrosada é muito mais fácil de entrar. Temos que trabalhar sério, dar nosso melhor para chegar no campo e render. Mas a dor de cabeça é dele, porque os atacantes foram bem substituindo outros que estão bem, que são Romero, Rodriguinho. O Clayson e o Marquinhos que saíram jogando foram bem e os três que entraram deram conta. É uma dor de cabeça, mas acho que ele (Carille) gosta”, afirmou o atacante.

    Contra o Vasco, Clayton chegou aos 11 jogos com a camisa do Corinthians, sendo apenas um como titular. Agora ainda soma dois gols marcados.

    Veja Também