Com ataque desfalcado, Corinthians busca melhor marca em dez anos

    Conhecido por sua força defensiva, o Corinthians, sem alarde, atingiu a condição de melhor ataque do Campeonato Brasileiro depois da vitória por 3 a 0 sobre o Joinville, domingo, na arena. Com 42 gols, o time treinado por Tite igualou o Atlético-MG e, para buscar o título, vai atrás também de sua maior marca ofensiva nos últimos dez anos.

    Desde a conquista do Brasileirão de 2005, quando era comandado por Tevez e Nilmar, o Corinthians esteve longe de ostentar o “título” de melhor ataque da competição. Naquele ano, o Timão fez 87 gols em 42 jogos, média superior a dois por partida.

    Nem mesmo em 2011, ano da última taça, a equipe se aproximou da marca. Na ocasião, foram 53 gols marcados e apenas o oitavo melhor ataque do Brasileiro. Mesmo assim, o saldo de gols compensou: 17, o melhor do campeonato. É esta a principal medida de equilíbrio que Tite usa em suas equipes.

    Os desfalques no setor não impediram o time de mostrar crescimento no ataque. Depois de um primeiro turno econômico em gols, o Timão marcou 15 vezes em seis jogos no início da segunda metade do campeonato.

    Luciano operou o joelho e só volta a jogar em 2016. Rildo machucou o ombro e vai ficar pelo menos dois meses em tratamento. Mendoza foi emprestado ao Chennayin, da Índia. Apesar da contratação de Lincom, ex-Bragantino, Tite só conta com quatro jogadores mais rodados no ataque: Vagner Love, Malcom e Romero são os outros.

    “O Tite costuma falar muito de desempenho. Faz duas ou três partidas que fazemos mais de dois gols por jogo. Ainda temos elenco. Quem entra, sempre dá conta do recado”, disse Malcom.

    O Corinthians tem saldo positivo de 23 gols, o melhor da competição. Desde 2005, o ano em que o clube chegou mais perto de ter o melhor ataque foi em 2010, quando foi às redes 65 vezes e terminou o Brasileiro em terceiro lugar – só o Grêmio, quarto colocado, fez mais gols (68).

    A marca é uma das que Tite quer ver seu elenco atingir neste campeonato. Atento a desafios impostos por números históricos, o técnico quer ver também a melhor defesa e, se possível, a maior sequência invicta da era dos pontos corridos. Há 17 jogos sem perder, o Corinthians precisa de mais dois duelos sem derrotas para ultrapassar as marcas de Atlético-PR, em 2004, e São Paulo, em 2008 – ambos ficaram 18 jogos invictos no Brasileirão.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians

    Comments (1)

    1. Avatar
      Joao Vitor

      Quem está desfalcado?

    Comments are closed.