Pablo - Balbuena - Gol do Corinthians

    Corinthians encerra negociações com Pablo, e zagueiro não joga mais pelo clube

    Chegou ao fim a trajetória de Pablo pelo Corinthians. A diretoria do clube anunciou na manhã deste sábado, após longas tratativas, que encerrou as negociações com o atleta. O zagueiro não participou do treinamento festivo na Arena e não irá a campo nas duas rodadas finais do Brasileirão. Alessandro, gerente de futebol do Corinthians, manifestou inconformidade com a situação.

    – Encerramos ontem todas as tentativas e negociações. Foram muitas, e desgastantes. O Corinthians fez um esforço surreal para que o Pablo continuasse. É uma trajetória pequena como atleta, não completou nem um ano ainda. Um atleta, para se identificar com um clube, precisa de anos e anos de convivência e títulos. Ele teve um primeiro ano maravilhoso, mas preferiu interromper por uma ordem financeira – disse o dirigente.

    Não chegamos a um entendimento econômico. Nunca chegamos ao ponto que eles aceitassem. Ponto final. Explicamos que havendo um “não” deles, também há um “não” nosso. Ele não precisa mais vestir a camisa do Corinthians. Ele já contribuiu, e muito. Mas a parte comercial ficou muito distante daquilo que a gente entende que um atleta precisa ter para uma sequência no clube – completou.

    lávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, afirmou que os valores pedidos para a permanência foram discrepantes com a realidade do elenco.

    – Não vou falar em valores, mas o Alessandro disse uma frase muito importante: você tem jogadores aqui com muita história e que não poderiam ficar abaixo (financeiramente). Ele pediu o que não poderíamos pagar, não gostaríamos de pagar, porque temos todo um elenco. Que seja feliz. O torcedor sabe o que fizemos, vai compreender que tentamos, fomos à exaustão. A gente lamenta. É acima do que o histórico dele no Corinthians poderia registrar.

    Pablo não estará presente no estádio contra o Atlético-MG, neste domingo – dia do primeiro jogo do Corinthians depois da conquista do título.

    – Provavelmente não esteja presente. Ele concordou que chegava ao fim, o fim foi hoje, e não ficamos calculando se era véspera de decisão ou de título. Se fosse 15 dias atrás, teríamos tomado a mesma decisão. Ele foi importante, mas o torcedor vai compreender que o Corinthians não pode sair daquilo que projetou – afirmou Adauto.

    Pablo foi titular do Corinthians na trajetória do título brasileiro. Ele pertence ao Bordeaux, da França.

    Veja Também