Corinthians foi o melhor em quase tudo no Brasileiro. Saiba o que faltou

    • WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDO

      Cássio, do Corinthians, levanta a taça de campeão brasileiro de 2017

      Cássio, do Corinthians, levanta a taça de campeão brasileiro de 2017

    Além do título, o Corinthians conseguiu a liderança de praticamente todas as marcas possíveis do Campeonato Brasileiro de 2017: pontos (obviamente), mais vitórias, menos derrotas, melhor defesa, melhor mandante, melhor visitante, melhor média de público e teve até, pela primeira vez na história, um artilheiro na competição: Jô, com 18 gols.

    Faltou, porém, um quesito para o torcedor corintiano dizer que foi ‘campeão de tudo’ no Brasileirão deste ano: melhor ataque. Veja abaixo detalhes de todas as conquistas do Corinthians na competição nacional – e da única marca não alcançada pelo clube alvinegro.

    MAIS PONTOS

    Como não podia deixar de ser, ninguém fez mais pontos que o campeão Corinthians: 72. O vice-líder Palmeiras ficou bem atrás: 63, a nove de distância.

    MAIS VITÓRIAS

    Alexandre Schneider/Getty Images

    O Corinthians foi o time que mais venceu no Campeonato Brasileiro. Foram 21 triunfos nas 38 rodadas, com novamente o Palmeiras aparecendo na sequência: 19. Curiosamente, o time alvinegro venceu 18 de seus 19 adversários na competição, só não superando o Flamengo.

    MENOS DERROTAS

    O time alvinegro não saiu derrotado de campo em 30 das 38 partidas disputadas no Brasileirão. Foram apenas oito reveses, com o Santos aparecendo em segundo neste quesito: nove.

    MELHOR SALDO DE GOLS

    Com 50 gols marcados e 30 sofridos, o Corinthians terminou o torneio com 20 gols de saldo. Um a mais que o Grêmio, que ficou com 19.

    MELHOR DEFESA

    Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    O setor defensivo foi um dos pontos fortes do Corinthians ao longo da competição. A equipe de Carille levou apenas 30 gols em 38 jogos, uma média de 0,79 por partida. Na segunda posição neste quesito, o Santos teve sua defesa vazada em 32 oportunidades.

    MELHOR MANDANTE

    A Arena Corinthians foi uma grande aliada do time comandado por Carille. Jogando ao lado de sua torcida, o time alvinegro conquistou 12 vitórias, cinco empates e sofreu apenas duas derrotas, o que resulta em um aproveitamento de 72%. Mais uma vez é o Santos quem aparece em segundo, com 12 vitórias, quatro empates e três derrotas: 70% de aproveitamento.

    MELHOR VISITANTE

    Atuar longe de Itaquera não foi um problema para o Corinthians. O time de Carille terminou o Brasileiro como melhor visitante, conquistando 31 pontos jogando longe de casa: nove vitórias, quatro empates e seis derrotas – aproveitamento de 54%. Atlético-MG e Vitória (que quase foi rebaixado) somaram 29 pontos como visitantes e figuram em seguida.

    ARTILHEIRO

    Thomás Santos/AGIF

    O Corinthians teve, pela primeira vez em sua história, um artilheiro no Campeonato Brasileiro. Com 18 gols, Jô terminou a competição nacional como maior goleador – ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense. André, do Sport, foi o vice-artilheiro, com 16 tentos.

    MELHOR MÉDIA DE PÚBLICO

    A Fiel fez a sua parte no Brasileirão. Nenhum time teve melhor média de público que o Corinthians: 40.007 pagantes por jogo, número bem superior ao do rival São Paulo, segundo colocado com 35.284 pagantes.

    APENAS O QUARTO MELHOR ATAQUE

    Marcello Zambrana/AGIF

    Apesar de ter o artilheiro do campeonato, o Corinthians ficou apenas com o quarto melhor ataque do Brasileirão: foram 50 gols em 38 jogos, ficando atrás de Palmeiras (61), Grêmio (55) e Atlético-MG (52) – e empatado com Bahia, Fluminense e Vitória.

    Veja Também