Jô - Corinthians

    Corinthians não vota orçamento que prevê R$ 13 milhões em reforços

    O Conselho Deliberativo do Corinthians se reuniu na noite da última quinta-feira para votar o orçamento do clube para 2017, mas adiou a decisão. Foram apontados erros no documento, que precisará passar por adequações às regras do Profut (Programa de modernização da gestão e de responsabilidade fiscal do futebol brasileiro). Assim, o tema voltará à pauta em um novo encontro dos conselheiros.

    No documento apresentado preliminarmente, a previsão de gastos com contratações de jogadores no próximo ano é modesta, de apenas R$ 13 milhões. Para efeito de comparação, este foi o valor aproximado que o Timão gastou em 2016 apenas para ter o meia Marquinhos Gabriel.

    Este e outros dados do orçamento, porém, não precisam ser seguidos à risca. A previsão para 2016, por exemplo, era usar R$ 10 milhões com reforços e arrecadar R$ 45 milhões com vendas de atletas. Contudo, a debandada de jogadores para o futebol chinês mudou tudo.

    “O orçamento existe porque é estatutário. Mas vamos supor que eu tenho um orçamento de R$ 100 milhões para gastar no futebol. Mas e se eu não tiver R$ 100 milhões? Por isso administro o Corinthians pelo caixa. Se eu tenho dinheiro gasto e se não tenho dinheiro não gasto. Independente de estar no orçamento ou não. O orçamento é estatutário, mas na minha administração não tem um valor prático. O orçamento nada mais que é um achismo. Tem que ser equilibrado. É regime de caixa”, explicou o presidente corintiano, Roberto de Andrade, em entrevista ao LANCE! no meio deste ano.

    O departamento financeiro do Corinthians estimou que o clube arrecadará R$ 62 milhões com transferências de jogadores. Porém, na conta estão parcelas que o Timão tem a receber de atletas já negociados.

    Depois de anos fechando no vermelho, a cúpula corintiana já acredita que pode ter superávit nesta temporada e projeta terminar 2017 com R$ 4 milhões no azul.

    Apesar de algumas ressalvas, os orçamentos costumam ser aprovados no Conselho. A votação deste ano, porém, tem importância maior. O resultado servirá como uma espécie de termômetro sobre o processo de impeachment de Roberto de Andrade, que deve ser julgado no início de 2017.

    Veja Também

    Comments (10)

    1. Avatar
      Juninho Silva

      Somas o Lucas prato joga mais

    2. Avatar
      Hernandes

      Até agr espero umas contratações de grande nome… Cade Jadson, Gustavo Bou, bocanegra, Ernando, Felipe Melo… E mandar embora Balbuena, Vilson, Cristian

    3. Avatar
      Marcello Santtos

      Corinthians esse ano qui vem e só vexame acabou aquela era Tite onde tivemos alegrias, agora é só amarga decepção é caminha rumo ao 2 rebaixamento.

      • Avatar
        Gelson Carlos

        Agora continua torcendo po palmeiras. Q teu curintian nao vai dar nada kkkkk

    4. Avatar
      Marcos Luis

      É uma vergonha eu ver essa noticia um clube gigante quenem o Corinthians ter 13 milhões pra contratar só isso aonde esse filho da puta desse presidente enfiou o dinheiro só pode ser no rabo dele ladrão safado

    5. Avatar
      Paulo Victor

      Muito pouco 13 milhões é dinheiro de pinga, bando de incompetentes #fdp

    6. Avatar
      Cellino KS Santtos DC

      13 milhões não dar para comprar nem um supositório para enfiar no cu desse presidente.

    7. Avatar
      Evandro Damasceno

      Queria saber oq esses fdps fazem com dinheiro de patrocinio , cota de tv, e venda de jogadores. Devem enfiar tdo no rabo deles, soh pode. Tnc bando de lixo.

      • Avatar
        Vanderlei Costa

        Uma parte vai para o pagamento do estádio, outro para o bolso deles

      • Avatar
        Gabriel Rcf

        Roberto de Andrade ta roubando pouco. Pior ver dinheiro do sócio sustentar esses vagabundos

    Comments are closed.