Corinthians se moderniza com a IBM e busca melhorar sócio-torcedor em 2020 com ajuda da empresa

Supporters of Brazilian Corinthians cheer for their team during the 2016 Copa Libertadores football match against Chile’s Cobresal held at Arena Corinthians stadium, in Sao Paulo, Brazil, on April 20, 2016. / AFP / NELSON ALMEIDA (Photo credit should read NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)

Desde 2018, o Corinthians possui uma parceria com a empresa norte-americana IBM. A ideia, na época, era modernizar tanto o estádio em Itaquera como também alguns dos serviços internos do clube. Após dois anos do acordo, é possível ver que as mudanças realmente foram positivas e que o clube segue uma tendência mundial de alinhar tecnologia e eficiência. Na Inglaterra, por exemplo, a maioria dos times possuem acordos com empresas do mesmo ramo.

O contrato foi fechado no dia 21 de dezembro de 2018 e tem duração de 10 anos. Ou seja, é um patrocínio de longa duração, algo diferente dos acordos que a equipe possui atualmente e que vencem no final desta temporada. A IBM é uma gigante do ramo de tecnologia e chegou no Corinthians para modernizar diferentes setores, algo que realmente aconteceu, com seu investimento na casa dos R$ 12 milhões. Atualmente, por exemplo, todos os jogadores possuem dados individuais de rendimento a cada partida realizada.

Os torcedores já puderam acompanhar algumas das mudanças na Arena Corinthians, incluindo o uso de biometria, e-tickets e a melhoria do serviço de Wi-Fi do local. Além disso, o estádio agora conta com catracas modernas e com um design especialmente projetado para atender ao público portador de necessidades especiais. Tudo isso desenvolvido por técnicos e profissionais da IBM. A segurança virtual e física nos dias de jogos, assim como o uso de câmeras e equipamentos de acesso, também são realizadas pela empresa.

Esses pontos demonstram que, após um pouco mais de um ano, a parceria tem gerado bons frutos para o time. A expectativa, principalmente para 2020, é de que o foco seja no programa de sócio-torcedor. O site Fiel Torcedor recebeu um novo layout no ano passado, mas a ideia é aumentar o número de cadastros. Atualmente, o clube conta com pouco mais de 80 mil, e a ideia é chegar próximo dos 170 mil, algo que apenas Flamengo e Vasco conseguiram até então. A parceria deve ajudar nisso.

Tecnologia e futebol

Acordos como o firmado pelo Corinthians e a IBM não são uma novidade no futebol mundial. Na verdade, parceria entre empresas de tecnologia e clubes europeus é algo comum. Um bom exemplo acontece no futebol inglês. A própria Premier League tem como patrocinador a EA Sports, que é responsável por gerir todos os dados de jogadores e clubes durante as partidas. A empresa é famosa pela criação de jogos para videogames e, por isso, é quase uma especialista em dados virtuais.

O mesmo acontece com alguns clubes, como é o caso do Manchester United. Em 2015, como mostra a reportagem do portal Baguete, a equipe fechou um acordo com a HCL Tech após ter problemas durante negociação do goleiro David De Gea. Já o Arsenal escolheu a Acronis como empresa responsável pela modernização do clube, em uma parceria que já tem alguns anos de sucesso.

Manchester City, Chelsea e Liverpool também estão nesta lista, que conta com outros clubes de menor torcida. O West Ham, que inclusive possui uma equipe voltada para os torneios de eSports, como mostra o artigo do portal FifaBR, tem como parceira a Vanquish Tech, empresa líder do setor de informática. Entretanto, é o acordo com o site de futebol bets Betway Esportes que chama mais a atenção nesse caso. O portal de apostas esportivas online é o principal patrocinador da equipe, possui o nome estampado na camisa e mostra que os acordos entre clubes e empresas virtuais vão além de serviços de modernização.

No futebol espanhol, assim como em outras ligas da Europa, é possível encontrar mais exemplos. Em 2016, segundo informações divulgadas pelo portal Globoesporte, o Barcelona fechou um acordo de R$ 201 milhões com a empresa Rakuten. A companhia presta um serviço semelhante ao da IBM no Corinthians, ou seja, o de modernizar e cuidar de todos os serviços que envolvam novas tecnologias no estádio do clube catalão. Já o Real Madrid possui um acordo com a EA Sports, em moldes parecidos com os do Campeonato Inglês.

Novos patrocínios

O Corinthians parece apostar na mesma onda dos clubes europeus. No início deste ano, a equipe anunciou um acordo com a plataforma online Serasa Limpa Nome como patrocinador oficial. A empresa ganhou até mesmo um espaço na camisa do Timão. A ideia é que a abertura para mais empresas faça o clube alcançar a meta que Matias Romano Ávila, diretor financeiro do Corinthians, prometeu aos torcedores. Ele garante que o Timão vai conseguir pagar a Arena nos próximos 12 anos.

Buscando formas de arrecadar, e ao mesmo tempo de modernizar o clube, a parceria com a IBM é apenas uma demonstração de como essa eficiência pode, de forma rápida, produzir resultados positivos. Como vimos, essa é uma tendência mundial, seja dentro do esporte ou fora dele, e o Corinthians não pode ficar de fora dessa possibilidade de trazer mudanças positivas para o clube.

Notícia Anterior
Tiago Nunes - Corinthians

Tiago Nunes se irrita no Corinthians: 'tem técnico enviando currículo'

Próxima Notícia
Jogadores do Corinthians

Oficial: Corinthians decreta férias à partir desta quarta-feira