Corinthians vê permanência de titular absoluto como ‘difícil’ no Parque São Jorge

    O lateral esquerdo Guilherme Arana é o principal alvo do mercado europeu no líder Corinthians, na avaliação dos próprios dirigentes corintianos. Com negociações abertas e dúvida sobre sua permanência no Alvinegro até o final da temporada, o defensor, titular absoluto desde o início da temporada, é visto pelos companheiros como um jogador pronto para atuar na Europa.

    “O Arana já foi campeão brasileiro, em muito tempo no profissional, é um jogador formado já. Difícil falar sobre momento de sair, mas ele é um jogador muito mais pronto do que eu quando saí”, afirmou recentemente o lateral Fagner, que deixou o Corinthians com apenas 17 anos e sete jogos na equipe de cima, em 2007, mostrando certo conformismo com a ideia de perder o jovem.

    Outro que entrou nesse ritmo foi o centroavante Jô, que também deixou o clube bastante jovem, aos 18 anos de idade, negociado com o CSKA-RUS pouco depois da conquista do tetracampeonato nacional, em 2005. Para ele, pelo futebol que o camisa 13 tem jogado, será difícil o Alvinegro não negociá-lo.

    Saiba mais:

    Inter e SP disputam zagueiro

    São-paulinos querem Muricy

    Milan renova com estrela

    “Arana já tem três anos como profissional, estava num time campeão brasileiro em 2015, chega uma hora que não tem mais como segurar, até pela bola que ele está jogando”, disse o camisa 7, sem querer se aprofundar na questão envolvendo o companheiro.

    “Às vezes o lado financeiro pesa. Torcemos para que ele fique, nos ajude mais, mas quem vai decidir isso vai ser ele. Arana chegou num nível bem difícil de segurar, tem jogado muito, aproveitado as oportunidades, isso quem vai decidir vai ser ele e o Corinthians”, continuou Jô.

    No momento, Arana tem na cabeça a ideia de permanecer até dezembro e, se possível, ganhar ao menos mais um título pelo Timão. Ainda que esteja aberta a negociações, a diretoria tem colocado como condição a manutenção do elenco por toda a temporada, algo que condicionaria a saída do jovem de 20 anos justamente para o final do Brasileiro.

    Com contrato renovado recentemente até o final de 2021, Arana tem multa rescisória “muito alta” de acordo com dirigentes, que não gostam de revelar o valor. Internamente, porém, é consenso que algo entre 12 e 15 milhões de euros (R$ 43 a 55 milhões) seria um bom valor de venda para o clube do Parque São Jorge, que tem 40% dos direitos econômicos do atleta.

    Veja Também

    Comments (1)

    1. Tinha que ficar ! Pelo menos até o fim da temporada

    Comments are closed.