Cristóvão cita herança de Tite e coloca Timão como maior desafio da carreira

    O Corinthians apresentou nesta segunda-feira seu novo técnico. Cristóvão Borges, de 57 anos, dirige uma equipe paulista pela primeira vez na carreira e com a dura missão de substituir ninguém menos que o ídolo Tite.

    Depois de assistir à vitória sobre o Botafogo de um camarote, na arena, ele comandou o primeiro treino nesta manhã. A estreia dele está marcada para quarta, contra o Atlético-MG, às 21h45, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro.

    – A herança que recebo aqui é de um treinador vencedor e de um trabalho encaminhado. O Corinthians é o atual campeão brasileiro e está reformulando o time. Todos passamos dificuldades. A remontagem de um time requer tempo. Mesmo ele (Tite) estava tendo dificuldades. O time que todos nós aplaudimos ano passado passou pela mesma dificuldade no início do ano. Então, tudo é um processo natural. Agora está se repetindo, mas comigo no comando. Estou pegando uma boa herança de um trabalho competente. Vou trabalhar da mesma forma para criar um time como todo mundo espera – afirmou Cristóvão.

    Desempregado desde março, quando deixou o Atlético-PR, Cristóvão não era a primeira opção da diretoria do Corinthians. Na semana passada, a diretoria alvinegra procurar o ex-lateral Sylvinho, mas ele optou por seguir como auxiliar do Inter de Milão, da Itália. A direção nega, mas fez contato com Roger Machado, do Grêmio, nome indicado por Tite. Ele, porém, descartou a troca de equipe neste momento.
    – Sempre quando não estamos trabalhando e existe possibilidade de mudança em qualquer clube, nós sempre temos esperança. Não quero dizer que estava esperando essa do Corinthians. Aconteceu. Fiquei muito contente. Eu me sinto privilegiado por ter sido escolhido – afirmou.

    Ex-auxiliar de Ricardo Gomes, Cristóvão Borges já passou como técnico por Vasco, Bahia, Fluminense e Flamengo. Ele jogou pelo Corinthians em meados dos anos 80. Meio-campista de origem, chegou ao Timão em 86 vindo do Atlético-PR e ficou até 87. Fez 58 partidas e marcou 13 gols. Em seguida, foi para o Grêmio.
    Veja como foi a entrevista coletiva de Cristóvão:

    SURPRESA PELA ESCOLHA
    Tem algumas abordagens que se repetem, já estou acostumado. Sempre que vai substituir um treinador, tem alguns nomes, tem uma lista, e meu nome não estava nessa lista, então causou surpresa pra alguns. Mas tudo bem, estou acostumado, estou preparado.

    ESQUEMA TÁTICO
    O time foi vitorioso no 4-1-4-1. O Tite tentou mudar, porque precisava, e não deu certo. Agora eu vou ter pouco tempo para treinar, para mudar. Se precisar, vou mudando aos poucos. O futuro vai dizer se é esse o caminho.

    MAIOR DESAFIO DA CARREIRA
    Sem dúvida. Estou dando um salto. Com responsabilidade muito grande… é um trabalho que não é fácil, que naturalmente já não seria fácil… ainda mais aqui. Ao mesmo tempo, estou num time grande, um time forte. Quero aproveitar, que dê tudo certo.

    CONVERSA COM A DIREÇÃO
    Não é o mesmo Corinthians em que eu joguei, mas as ideias me deixaram confiantes. Conversei com a direção e a comissão técnica, vi a preocupação deles com relações humanas, para deixar o ambiente saudável, e isso eu achei muito interessante.

    PAPO COM TITE
    Não tivemos muito tempo, mas ele sempre tem algo bom a dizer. Nós somos amigos, e nos encontros que tivemos sempre falamos sobre Corinthians. Ontem mesmo ele brincou dizendo que ele tinha me tirado a Libertadores, quando eu estava aqui com o Vasco, e agora ele está entregando o Corinthians.

    ESTILO DE JOGO
    Gosto do futebol bem jogado, gosto do toque de bola. Quero um time com organização, que jogue de forma ofensiva, mas que tenha compactação. São esses os princípios que eu sigo.

    NÃO TEM TÍTULOS COMO TÉCNICOS
    Se eu cheguei aqui sem título, é porque alguma qualidade eu tenho. Com tudo o que o Corinthians oferece de ferramentas, é uma grande chance, e eu quero aproveitar.

    RECADO PARA A TORCIDA
    Essa (torcida) pesa, essa joga junto, quero que continue assim, sei o significado dessa torcida, é um clube associado a uma torcida.

    PATO E REFORÇOS
    Provavelmente vamos precisar aumentar o grupo por causa das exigências da temporada. Há problemas de lesão, suspensão, e tudo isso requer reforços para se manter a qualidade. Vamos ter mais uma competição simultânea, e precisamos ter um elenco forte.

    PROBLEMA COM GOLEIROS
    Cheguei bem cedo aqui no clube, tive reunião com direção, comissão técnica e departamento médico, e ainda vamos avaliar. Temos problema, sim. Vamos aguardar a avaliação de amanhã para vermos como vamos para o próximo jogo (contra o Atlético-MG, na quarta-feira).

    DERROTA PARA O TIMÃO NA LIBERTADORES 2012
    Nós (Vasco) éramos o único time que encarava o Corinthians de igual para igual. Sobre aquele lance do Diego Souza, ainda vou conversar com o Cássio, tô louco pra ouvir o que ele tem a dizer.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians

    Comments (7)

    1. Avatar
      Johny Charles

      Tomarem que ele faça o melhor!

    2. Avatar
      Wenderson M’Martins

      Boa sorte, a torcida irá te apoiar. Só lembre que, esse clube é diferente de todos os outros que você se quer conseguiu treinar.

    3. Avatar
      Bruno Leonardo

      bbbbnnbbbbbnbbbbbnnnnnnn

    4. Avatar
      Bruno Leonardo

      bbbbnnbbbbbnbbbbbnnnnnnn

    5. Avatar
      Bruno Leonardo
    6. Avatar
      Bruno Leonardo
    7. Avatar
      Felipe Mendes

      Só falta agora o Rodriguinho, Williamis, Romero, Rildo ir embora.
      É trazer um zagueiro, um meia é um centro avante rumo ao título!

    Comments are closed.