Cuca diz que não vai poupar time para o clássico e defende Juninho

    • Daniel Vorley/AGIF

      Cuca não quis revelar qual equipe vai escalar contra o Cruzeiro

      Cuca não quis revelar qual equipe vai escalar contra o Cruzeiro

    O Palmeiras entrará com o que tiver de melhor na próxima rodada do Brasileirão, mas respeitará os exames sobre as condições físicas de seus atletas. Foi o que disse Cuca nesta sexta-feira (7) em entrevista coletiva. O técnico descartou poupar jogadores neste domingo contra o Cruzeiro de olho no clássico do meio de semana com o Corinthians.

    O time se reapresentou apenas nesta sexta-feira após a viagem ao Equador para enfrentar o Barcelona, pelas oitavas de final da Libertadores.

    “A gente chegou de viagem ontem e hoje é natural que você recupere os jogadores que atuaram. Se eu puder levar o que eu tenho de melhor dentro da recuperação ideal, a gente vai formar a equipe mais forte que tem”, afirmou o técnico. “Vamos jogar três pontos com Cruzeiro, esse é o jogo. Vamos pensar domingo, só nesse jogo”, completou.

    “Você não pode correr risco de perder jogador por causa de lesão. Se está cansado, não tem como exigir que ele esteja 100%. E pede que ele também colabore na alma”.

    O treinador não deu dicas de qual será a sua escalação e descartou contar com Felipe Melo, que voltou a campo pela primeira vez após a sua lesão na coxa e a fratura na mão. Ele ainda informou que Borja teve uma infecção e passou a noite no hospital, complicando a sua recuperação para o jogo deste domingo. 

    Cuca ainda saiu em defesa de Juninho e do planejamento de sua equipe para a lateral esquerda. Segundo ele, o zagueiro que atuou improvisado na função acompanhou o ritmo da equipe e caiu de produção assim como os demais atletas.

    “Não está fazendo nada de diferente do que ele já fez. Ele é o melhor lateral esquerdo defensivo que nós temos. Por isso ele jogou contra o Santos também. E junto com o time ele foi bem contra o Barcelona. Depois que o Zé saiu, ele ficou sobrecarregado. E nesse momento o Juninho não foi bem, como todos os outros e eu também. A gente divide a responsabilidade”, completou.

    Veja Também