Globo Esporte - 13 de fevereiro de 2017 às 09:18


A derrota por 2 a 0 para o Santo André, em Itaquera, exibiu alguns problemas que o Corinthians precisará corrigir nas próximas partidas da temporada.

Apesar das falhas no sábado, a defesa continua em alta. Meio de campo e ataque, porém, podem sofrer alterações na partida contra o Novorizontino, quarta-feira, às 19h30, em Itaquera, pelo Paulistão.

Substituído no intervalo, o volante Fellipe Bastos é um deles. O jogador ainda não conseguiu se adaptar ao estilo de jogo e vem sobrecarregando Rodriguinho na criação. Ele deu lugar a Guilherme, que também não foi bem. Quem pode aparecer na função é Camacho, já mais habituado à forma de atuar da equipe.

Marquinhos Gabriel não aproveitou a oportunidade que teve no fim de semana. O meia-atacante entrou na vaga de Giovanni Augusto, vetado por dores musculares, e teve um rendimento abaixo do esperado. Com muitos erros individuais, ele pouco produziu e corre sério risco de voltar para o banco de reservas na próxima rodada.

Giovanni Augusto também não vive bom início de temporada e depende de uma evolução imediata para seguir na equipe titular. E precisa que isso aconteça rapidamente. Jadson já faz sombra aos outros jogadores do elenco e provavelmente será titular assim que estiver em boas condições físicas – o prazo para que ele fique pronto para atuar é de um mês.

Kazim não marcou, mas deu mais força ofensiva ao Corinthians com a entrada no segundo tempo e pode ganhar uma chance. Carille gostaria de ter testado o turco mais vezes anteriormente, mas a lesão na coxa direita impossibilitou. Agora, ele surge como uma boa alternativa para tentar melhorar o rendimento ofensivo.

O treinador terá de encontrar uma forma para que Kazim e Jô atuem juntos. Contra o Santo André, o gringo entrou posicionado fixo na área, com o centroavante aberto pelo lado direito, função que ele não faz há bastante tempo na carreira.

Na defesa, Fábio Carille manterá a formação montada desde o início do ano. Vilson e Pedro Henrique ainda não ameaçam as vagas de Balbuena e Pablo na zaga. Fagner segue absoluto na lateral direita. Pela esquerda, Moisés é o único que corre risco nas próximas semanas, com o retorno de Guilherme Arana da seleção brasileira sub-20.

Comentários