Descanso, recuperação e foco: a semana livre do Corinthians

    Campeão paulista e com mais três competições pela frente até o fim da temporada (Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana), o Corinthians terá, pela primeira vez desde a primeira quinzena de abril, uma semana inteira para treinar. Mesmo assim, elenco não deve ser tão cobrado quanto o habitual por conta da sequência que aguarda o Alvinegro.  

    A intenção da comissão técnica é trabalhar com treinamentos mais leves do que os habituais durante esta semana, que será a última livre até a interrupção do calendário do futebol brasileiro para a realização da Copa América, em junho e julho deste ano.

    Até lá, o Corinthians tem sete jogos pelo Brasileirão, incluindo os clássicos contra São Paulo e Santos, dois jogos decisivos contra o Flamengo, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e duas partidas de mata-mata pela segunda fase da Copa Sul-Americana contra um adversário ainda indefinido.

    Por isso, o elenco do Timão deve aproveitar os dias sem jogos para descansar e prevenir lesões. Mais uma vez, o Alvinegro se vê prejudicado pelo calendário apertado e, mesmo com uma semana inteira disponível para treinamento, não será possível trabalhar da forma como a comissão técnica gostaria.

    Vale lembrar que os lesionados Danilo Avelar, Henrique, Júnior Urso e Gustagol treinaram com bola na atividade da última segunda e podem estar à disposição de Fábio Carille para o jogo contra o Grêmio, sábado, na Arena Corinthians.

    Além deles, Fagner, Manoel, Pedrinho, Ramiro e Clayson – todos poupados contra o Vasco, em Manaus – devem retornar ao time titular. Com isso, é provável que o Corinthians tenha a equipe ‘ideal’ para o primeiro jogo desta difícil sequência que o aguarda. 

    Veja Também