Diretor do Corinthians nega ofertas, mas teme China e espera reforços

    O Corinthians inicia neste domingo uma semana decisiva para a montagem do elenco que disputará a temporada 2016. O maior temor da diretoria é pelo assédio de clubes chineses. Eduardo Ferreira, diretor adjunto de futebol do Timão, garante que ainda não recebeu ofertas por seus jogadores, mas admite que será difícil segurá-los caso os asiáticos se mostrem interessados em gastar milhões por reforços.

    “Se a China vem, não adianta, temos de ser sinceros: o jogador vai e não tem como segurar. Estamos torcendo para que não saia mais ninguém. O assédio não passou de sondagens aos atletas e agentes”, afirmou o dirigente, em entrevista à Rádio Globo.

    Dois jogadores são os mais cotados a deixar o Corinthians nas próximas semanas. O meia Renato Augusto, eleito o melhor jogador do último Campeonato Brasileiro, não chegou a um acordo salarial com o Schalke 04, da Alemanha, mas é outro que entrou na mira dos chineses.

    O Corinthians também espera por uma posição do volante Elias. O jogador foi procurado pelo Hebei China Tribune, mas ainda não decidiu o que fazer. Apesar da possibilidade de receber quase R$ 2 milhões mensais, o marcador reluta em aceitar por agora ser titular da seleção brasileira e alimentar o sonho de disputar a Copa do Mundo de 2018.

    Por outro lado, a diretoria corintiana espera anunciar nos próximos dias, pelo menos, dois reforços. O nome da vez é o do meia-atacante Marquinhos Gabriel, destaque do Santos no segundo semestre de 2015. O Timão tem conversas avançadas com o Al-Nassr, da Arábia Saudita. O clube também procura um atacante.

    “O otimismo é bem grande. Sobre nomes, estamos tratando como ‘plano A’ a contratação de um meia. Trabalhamos com dois ou três nomes. Em mais uma semana esperamos anunciar. Não vou falar que todos vão chegar até o dia 13 (data da viagem para os Estados Unidos), mas essa é a ideia”, disse Ferreira.

    Até agora, o Corinthians perdeu apenas o meia Jadson, vendido para o Tianjin Quanjian, da China, e o zagueiro Edu Dracena, que pediu a rescisão contratual para fechar com o Palmeiras. O Timão contratou o goleiro Douglas e o meia Alan Mineiro, ambos do Bragantino, e o meia-atacante Marlone, ex-Sport.

    Veja Também

    Comments (1)

    1. Avatar
      Alex Sordi

      Olha sou corinthiano mas o time pra nao ter planejamento esta pintando um desmanche ai e nao contrata ninguem jo jogador meia boca q ninguem conhece tao achando q o tite vai fazer milagre de novo igual vez qdo saiu guerreiro sheik fabio santos…..o diretoria incompetente….

    Comments are closed.