Em casa, Paulinho prevê Cruz Azul mais recuado e vitória corintiana

    A principal diferença do primeiro para o segundo confronto entre Corinthians e Cruz Azul, nesta quarta-feira, será o mando de campo. No Pacaembu, utilizando a mesma formação que visitou o adversário mexicano, o time alvinegro espera resultado melhor do que o empate sem gols fora de casa.

    Naquela ocasião, o ponto somado foi visto até como injusto, em função das oportunidades de gol desperdiçadas. “Lá, a gente poderia ter saído com três pontos”, lamentou mais uma vez o volante Paulinho, que acredita em uma vitória no reencontro. “Se Deus quiser, vamos recuperar (os pontos perdidos) agora”.

    A partida vale a liderança do grupo 6 da Copa Libertadores. Com dois pontos a menos (cinco contra sete) do que o Cruz Azul, o Corinthians aparece atualmente na segunda colocação. Por isso, outra igualdade não seria um mau placar para os agora visitantes.

    “Eles virão um pouco mais fechados, recuados. E nós temos que manter a intensidade que tivemos lá, agredindo a equipe deles. Só não conseguimos fazer os gols, então agora temos que aproveitar aqui”, disse o camisa 8, a dois dias da partida, após treinamento tático no CT Joaquim Grava.

    A Libertadores é tratada com tanta importância pelo clube que o Campeonato Paulista tem sido deixado de lado. No domingo, contra o Comercial, o técnico Tite levou a campo uma escalação reserva, que arrancou empate por 3 a 3. Já o próximo compromisso pelo torneio estadual será contra o líder Palmeiras. Clássico que, antes do duelo contra o líder da Libertadores, é encarado também sem muito destaque.

    “O jogo de quarta-feira é muito importante e vamos precisar de paciência para conseguir os três pontos. Primeiramente é nesse jogo que temos que pensar. O clássico é depois”, reforçou Paulinho.

    Reportagem: ESPN

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians