Embalados, Corinthians e Palmeiras fazem ‘final antecipada’ nesta quinta

    Na próxima quinta-feira (17), o Corinthians vai ao Allianz Parque, casa do Palmeiras, para enfrentar seu maior rival. A partida certamente será alvo de disputas em sites que oferecem não só apostas em jogos de futebol, mas que também tem plataformas de casino online dinheiro real. De todo modo, o clássico será visto com muita expectativa, sobretudo do lado corinthiano.

    Isso porque, a equipe comandada por Vítor Pereira quer desbancar o rival, que atualmente tem a melhor campanha da 1ª fase, com 26 pontos em 10 jogos. Os comandados de Abel Ferreira estão invictos, vem de vitórias nos clássicos contra Santos e São Paulo e só tomaram um gol na competição. A parada não será fácil, mas o Corinthians também vem embalado.

    O Corinthians é dono da 2ª melhor campanha, com 20 pontos no mesmo número de jogos do rival. O Timão tem 6 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, com 17 gols marcados e 7 sofridos. O aproveitamento da equipe é de 66%. Na última rodada, a goleada por 5 a 0 diante da Ponte Preta, no sábado, deu moral a uma equipe cada vez mais dependente dos recém chegados Renato Augusto e Paulinho.

    A vitória contra a Macaca foi importante, mas o que esperar do duelo contra o Palmeiras? Como surpreender uma equipe fortalecida e que não está acostumada a sofrer gols? Algumas pistas já foram apresentadas pelo técnico Vítor Pereira nos jogos que fez até agora.” O Corinthians ainda não está pronto para os compromissos difíceis do Brasileiro e da Libertadores, mas o Palmeiras já está. Então será um jogo duro”, analisou Casagrande em seu blog no site globoesporte.com

    Na entrevista coletiva após a vitória contra a Ponte Preta, Vítor Pereira afirmou que deseja ver uma equipe corajosa diante do rival na próxima quinta.  “Sobre o Dérbi, joguei tantos (clássicos) com essa dimensão, com esse aspecto que vai muito além do jogo. Já percebi que claramente há essa rivalidade. Mas neste tipo de jogo nós temos que nos manter fiéis a nós próprios. Gosto de gente com coragem, e é coragem que quero ver neste jogo.”

    Ao que tudo indica, o Timão vai manter as linhas altas como fez contra a Ponte Preta, pressionando a saída de bola e tentando surpreender o time adversário em bloco, no campo de ataque, para ter a bola por mais tempo, criar mais chances e impedir que o Palmeiras tenha a possibilidade de construir algo ao longo dos 90 minutos.

    “A identidade de uma equipe não se constrói alternando com jogar baixo ou alto. Não podemos, em função do adversário, trabalhar com linhas baixas ou altas. O trabalho será sempre jogar alto e ter a bola, não permitir ao adversário ter espaço e tempo. Evidentemente, o adversário nos obriga a vir para trás, mas quero evitar o máximo que o time venha para trás”, disse o treinador.

    Ele complementou. “Expliquei bem aos jogadores o que pretendia. Vou começar a estudar o Palmeiras talvez hoje de noite. A intenção tem que ser que, para criar uma identidade, não podemos mudar, não podemos ser assim. Temos que acreditar no processo e ele evoluir. Ainda temos alguns erros de abordagem, mas tenho certeza que vamos evoluir.”

    Diante do Palmeiras, o elenco do Corinthians quer acabar com uma sequência ruim diante dos rivais. Com três técnicos diferentes, o Timão conquistou apenas duas vitórias nos últimos dez clássicos em todas as competições. A última vitória aconteceu diante do mesmo Palmeiras, no Brasileirão do ano passado, por 2 a 1. Além das duas vitórias, foram quatro empates e quatro derrotas no período. 

    Veja Também