Falta de grana faz Corinthians virar o alvo predileto do mercado

    A saída de Paolo Guerrero para o Flamengo mostrou um outro lado da crise financeira no Corinthians. A imagem frágil, por conta de atrasos de pagamentos e pressão da diretoria, fez empresários e clubes rivais aproveitarem a situação. Ofertas e sondagens chegaram a praticamente todos os titulares, questionados se gostariam de trocar de ares.

    “Quase todo mundo daqui tem proposta para sair”, disse um dos jogadores do elenco ao LANCE!.

    A relação do grupo com a diretoria também gera clima de desconfiança. A condução dos negócios de Emerson Sheik e Paolo Guerrero mostrou que o clube não fará esforços para gastar o que não tem. Jogadores com mercado ou aqueles com salários mais altos não têm nenhuma segurança do futuro. O zagueiro Gil, por exemplo, não tem desejo de deixar o Corinthians, mas dirigentes e empresários deixaram sua venda ao Wolfsburg (ALE) encaminhada desde fevereiro, para ser concretizada na próxima janela.

    Casos que vieram a público exemplificaram uma queda de braço. Elias havia recebido proposta do Flamengo e o Corinthians mostrou desejo de fazer a negociação. O volante, porém, afirmou que queria ficar, o clube não quis assumir a responsabilidade por se desfazer de um ídolo e o negócio não foi para frente. Hoje, o camisa 7 já não consegue ter a certeza de um futuro com a camisa do Timão. Publicamente, acredita em uma transferência no fim do ano. A pessoas próximas, já não garante a permanência após a Copa América.

    Na segunda, em entrevista coletiva, o meia Renato Augusto revelou que também foi procurado pelo Rubro-Negro, mas não pretende sair.

    “Houve uma procura, mas nada concreto. Hoje, eu não me vejo fora do Corinthians. Não penso em sair agora, a não ser que venha algo muito bom mesmo para mim e para o clube. Mas hoje não penso em sair. Me sinto bem, em um clube que estou bem familiarizado, me sinto bem, em casa”, disse o camisa 8 corintiano.

    “Só uma conversa, nada concreto. Perguntaram a situação, nada demais”, completou, garantindo que a negociação já não existe mais.

    DIRETORIA FALA GROSSO

    A diretoria do Corinthians segue na busca por reforços e confiante no atual plantel. Além da busca por reforços, os dirigentes garantem ter total no elenco.

    “Deixamos claro que está tudo bem no grupo. Garanto que não existem problemas internos. E temos a total confiança no grupo de jogadores e na nossa comissão técnica”, afirmou Eduardo Ferreira, diretor-adjunto de futebol do clube.

    MOTIVOS DO AMBIENTE FRAGILIZADO:

    Guerrero

    O Corinthians não teve como segurar o maior ídolo da Fiel. Pior: a perda foi para outro clube do país.

    Cassini

    O jovem, de apenas 19 anos, foi vendido ao pequeno Palermo. O valor que entrará ao clube? Apenas R$ 3,5 milhões…

    Elias

    Procurado pelo Flamengo, quase foi. Volante, que está com a Seleção, ainda segue na mira do Fla.

    Renato Augusto

    De acordo com o meia, houve uma sondagem do mesmo Flamengo, mas sem oferta oficial.

    Ralf / Danilo / Fábio Santos

    Os três jogadores já demonstraram desejo de ficar, mas após tantas temporadas, podem ser liberados. E se tornam alvos…

    Diretor de futebol

    Departamento segue sem diretor de futebol com a demissão de Sergio Janikian.

    Veja Também