Ficha de Fábio Carille ainda não caiu em 2017: ‘Imaginava que teria que dar uma volta na Série B’

    Fábio Carille ainda não conseguiu dimensionar o feito que alcançou com o Corinthians nesta temporada. Campeão paulista e brasileiro sem jamais ter treinado uma equipe em sua carreira, o ex-auxiliar técnico do Timão admitiu que sempre sonhou estar à frente de um time profissional, entretanto, pensava que demoraria muito mais para alcançar seu principal objetivo.

    Mundial de Clubes e final da Sul-Americana ao vivo no FOX Sports

    “Tem hora que eu paro para pensar e não consigo entender muitas coisas ainda. Fico pensando em tudo, como começou, acreditava que podia chegar em uma equipe grande como técnico, mas imaginava que teria que dar uma volta na Série B, pelo interior de São Paulo. Sou abençoado demais. Poder participar da Libertadores, do Mundial e agora, como técnico, dois títulos é bom demais”, disse Carille em entrevista à ESPN antes do início do Prêmio Bola de Prata.

    Aprendiz de Tite, Fábio Carille permaneceu como auxiliar técnico do Corinthians durante nove anos. Após a demissão de Oswaldo de Oliveira, o profissional contatado em 2009 não fez feio e foi muito além das expectativas, levando uma equipe considerada a quarta força de São Paulo aos títulos paulista e brasileiro.

    Além de Carille, o Corinthians também contou com o protagonismo de Jô, atacante que estava em baixa no mercado muito por conta de seus problemas extracampo. Recebendo uma nova oportunidade do time que o revelou, o jogador fez bonito e acabou terminando o ano como artilheiro do Brasileirão, com 18 gols, ao lado de Henrique Dourado. Além dele, nomes como Guilherme Arana, Rodriguinho, Balbuena e Romero também foram elementares para o sucesso do jovem treinador alvinegro.

    Saiba mais:

    Argentinos falam o que pode complicar o Fla

    Destaque do Lanús pode vir para o Brasil

    Lateral pode estar de saída do Palmeiras

    Crédito da foto: Agência Corinthians 

    Veja Também

    Notícias do Corinthians