Gordinho nunca mais. Novo corintiano diz que já venceu luta contra balança

    Alan Mineiro, ex-Bragantino, se apresentará ao Corinthians no próximo dia 6 de janeiro. Mas, em visita recente ao clube para assinatura de contrato válido por três anos, recebeu um alerta: cuidado com o corpo durante as férias.

    Aos 28 anos, o jogador que anotou 12 gols na última Série B alcança o primeiro grande clube da carreira. Para quem conhece Alan de perto, e atesta seu potencial e boa conduta, a luta contra o peso foi um obstáculo em alguns momentos da trajetória. Algo que, ele assegura, ficou para trás.

    “Eu tive esse problema mesmo em um ano. Fiquei praticamente um ano parado (2009), então é normal acontecer isso. Todo jogador precisa se cuidar nas férias e tenho que chegar bem porque é uma grande equipe. Fizeram comentários sobre isso, mas nada a ver, tanto que joguei bem no Bragantino e na Ferroviária”, argumenta o jogador ao UOL Esporte.

    A menção feita por Alan Mineiro é ao período mais difícil da carreira, quando deixou o Atlético-PR e não conseguiu clube para dar sequência. Na época, o jogador chegou a trabalhar como servente de pedreiro. Mas foi sob o comando do treinador Wagner Lopes, em dois clubes diferentes, que a história mudou. Em 2011, no Paulista de Jundiaí, e em 2015, pelo Bragantino.

    Recentemente, Wagner fez um alerta sobre a receita de sucesso para Alan Mineiro dar certo no Corinthians. “Ele (Alan) tem um potencial de finalização muito grande. Tem uma movimentação inteligentíssima, é um jogador tático, técnico. E eu falo sempre pra ele: ‘Alan, o único porém é você estar bem fisicamente. É você cuidar do seu percentual (de gordura). Tem de chegar lá sequinho, fininho, cara’. Ele tem a tendência que todo mundo sabe”, declarou sobre a balança.

    Para Alan Mineiro, esse não será um problema. Ele se diz determinado desde o início de 2015. Em todos os clubes que passei, fiz bastante gol, coloquei que esse ano teria que fazer algo a mais em um campeonato de visibilidade. Eu jogava bem no Paulista, na Copa Paulista, mas não tinha sequência no segundo semestre. Fui para o Bragantino que revela muitos jogadores, é uma grande equipe no cenário nacional. Coloquei na cabeça que seria meu ano e faria diferente para as coisas acontecerem, era a última chance de alcançar um grande clube.

    “Então acho que aconteceu no momento certo. Se tivesse acontecido aos 22 anos, eu não teria a cabeça e a maturidade que tenho hoje. Estou preparado para enfrentar a pressão que é jogar no Corinthians, pela grandeza do clube”, acrescentou o jogador, escalado para a pré-temporada nos Estados Unidos.

    Em negociação viabilizada com o empresário Nílson Moura, da Art Sports, o Corinthians investiu R$ 1 milhão e adquiriu 70% dos direitos econômicos de Alan Mineiro, que receberá aumentos progressivos de salário ao longo do contrato: R$ 60 mil no primeiro ano, R$ 70 mil no segundo e R$ 80 mil em 2018.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians

    Comments (4)

    1. Avatar
      Matheus Maximiano

      Ai sim

    2. Avatar
      Matheus Maximiano

      Ai sim

    3. Avatar
      Flavio Correia

      finaliza bem de fora da área

    4. Avatar
      Flavio Correia

      finaliza bem de fora da área

    Comments are closed.