Red Bull x Corinthians

    Lateral faz contra, e Corinthians só empata com Red Bull antes do Dérbi

    O Corinthians segue sem vencer no Campeonato Paulista. Nesta segunda-feira, a equipe do técnico Fábio Carille enfrentou o Red Bull Brasil em Campinas e apenas empatou por 1 a 1, chegando a três jogos sem vitória. O Timão até saiu na frente, mas uma infelicidade do lateral-esquerdo Juninho Capixaba, que marcou gol contra, decretou a igualdade no placar.

    O resultado não traz a tranquilidade esperada pelos corintianos para a primeira sequência dura da temporada. Na próxima rodada do Paulista, o Timão encara o Palmeiras no próximo sábado, depois estreia na Libertadores contra o Millonarios (COL) na Colômbia (dia 28) e por fim encara o Santos no Pacaembu (dia 4/3).

    Uma mãozinha de cada lado
    Os dois gols da partida tiveram participação efetiva de quem sofreu. O Corinthians abriu o placar aos sete minutos do segundo tempo com uma jogada de Clayson. Um dos melhores do Timão na partida, o camisa 26 recebeu na ponta esquerda e partiu para dentro da área. Limpou a marcação e bateu cruzado. A bola desviou no zagueiro Tiago Alves e entrou. Romero também chegou na jogada, que confundiu até a arbitragem. A autoria do gol não foi confirmada durante o jogo. Mas Clayson saiu em fervoroo. Justo.

    Já aos 23 minutos, uma lambança na defesa do Corinthians foi responsável pelo empate. Após cruzamento da esquerda, a bola parecia viajar tranquilo para a área do Timão, quando Juninho Capixaba se aprontou para afastar. Ele tocou a bola de cabeça antes da chegada de Cássio, que resolvera sair do gol e ficou a ver navios. A bola de Capixaba foi para o gol e Henrique não conseguiu afastar. Gol contra. Festa do Red Bull.

    O fator Juninho
    A infelicidade no gol agrava ainda mais a fase ruim do lateral-esquerdo do Corinthians. De apenas 20 anos, Juninho é visto como um jogador muito promissor, sobretudo por sua qualidade no apoio, mas a comissão técnica admite sua dificuldade na marcação. Já havia sido externada no primeiro tempo. Ele tem tido muita dificuldade em atuar numa defesa que se tornou notória pela segurança. Problema para Carille.

    Para piorar, o lateral ainda deixou o campo logo em seguida ao gol. Foi jogado para a placa de publicidade por Everton Silva e sentiu o joelho. Teve de ser substituído. Quando a fase não é boa…

    Novo esquema e volantes
    Após duas derrotas consecutivas (Santo André e São Bento), Carille decidiu largar o 4-1-4-1 e voltar ao sistema 4-2-3-1, das conquistas do ano passado. Também colocou Renê Júnior no lugar de Gabriel e Camacho, de Jadson. O time melhorou, e Renê foi bem. Perto das jogadas e com bom passe, o volante foi um dos melhores do time. Deixou boa impressão. Embora seja improvável que Gabriel perca a posição agora, Renê se apresentou como boa opção. Vale lembrar que Gabriel e Jadson estavam pendurados e perderiam o Dérbi em caso de novo cartão. Já Camacho não aproveitou bem a chance e errou muito. Maycon entrou muito bem em seu lugar, infiltrando na área, mas terminou o jogo como lateral por conta da lesão de Capixaba.

    Divisor de águas?
    O Corinthians não teve o gás que gostaria antes dos jogos importantes. Mas pode se apegar ao adversário. No ano passado, dois clássicos contra o Palmeiras serviram para alavancar o time, tanto no Paulista quanto no Brasileiro. Vai virar a chave? Saberemos no sábado.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Fabio Carille - Corinthians
    Notícias do Corinthians
    Carille - Julio Cesar - Corinthians x Red Bull