Liedson mostra incômodo, recebe apoio, mas é ameaçado por Emerson

    O Corinthians conquistou uma importante vitória nesta quarta-feira, ao bater o Cruz Azul por 1 a 0, no Pacaembu. O resultado levou o time do técnico Tite para a liderança isolada do seu grupo na Copa Libertadores da América. Mesmo assim, o time ainda pecou muito nas finalizações e quase foi castigado no fim do jogo, quando os mexicanos acertaram uma bola na trave. Liedson, uma das principais esperanças de gol da equipe paulista, mais uma vez passou em branco.

    O atacante segue amargando um incômodo jejum em 2012. No fim do confronto, o centroavante não escondeu a sua irritação com o fato. “Valeu pelo resultado. Agradeço à torcida pelo apoio. Faltam mais dois jogos, mas a classificação está bem encaminhada”, sintetizou Liedson na saída do gramado, escapando dos repórteres.

    Mesmo tendo uma atuação apagada e convivendo com o jejum de 12 partidas sem marcar, Liedson recebeu o apoio do elenco corintiano e do técnico Tite. “Não fez gol, mas ajuda muito, faz pivô pra gente toda hora. Ajuda na marcação, rouba bola na frente, não é qualquer atacante que faz isso. E gol ele sabe fazer, uma hora vai sair”, disse Danilo.

    Tite não concordou quando questionado se Liedson fez uma das suas piores partidas pelo Corinthians. “Não. Ele teve bolas, fez duas ou três assistências”, falou.

    Mas, recuperando a sua melhor forma, Emerson tem entrado bem durante as partidas e tem sido a principal ‘sombra’ para Liedson. Nesta quarta-feira, não foi diferente. O Sheik continua pregando humildade e paciência para retomar uma vaga entre os titulares.

    “Com todo o respeito a todos, estou buscando meu cantinho. Tem que entrar bem, seja no time considerado ‘B’ ou em outras oportunidades. Tem que ter humildade, pois o time está bem e tem que esperar o momento. Quando aparecer, tem que estar preparado”, disse Emerson, valorizando a campanha do Corinthians na Libertadores até agora.

    “É importante essa vitória. Está dentro do que planejamos: 4 pontos em 2 jogos contra o Cruz Azul. A vitória que nós planejamos foi alcançada, está todo mundo de parabéns. O time ganhou maturidade, está um passo à frente. Chegamos na final do regional, conquistamos o nacional, e agora um passo importante, que é ser reconhecido fora do nosso país. Temos demonstrado que temos uma equipe competitiva e que vai brigar por esse título”, encerrou.

    Tite insiste que manterá Liedson no time, mesmo com a sombra de Emerson cada vez mais. A esperança para o Sheik retomar a titularidade foi uma frase do próprio técnico. “Eu considero muito o momento de cada jogador.”

    E o momento de Liedson é fácil de resumir. O atacante que não faz gols.

    Reportagem: ESPN

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians