Lulinha diz que deveria ter ido para o Chelsea e revela qual conselho daria a Vinicius Júnior

     Distante de toda a badalação em torno do jovem Vinícius Jr., mas acompanhando a história que se parece muito com a que viveu em 2006, Lulinha, ex-Corinthians, sabe exatamente o que diria à nova sensação do Flamengo. Vivendo boa fase no Pohang Steelers, da Coreia do Sul, o jogador relembra época em que foi revelado pelo Timão e, em entrevista ao FOXSports.com.br, conta que teria tomado decisão diferente.

    “Vi que ele [Vinícius Jr.] surgiu com um caso muito parecido com o meu. Foi muito bem no Sul-Americano sub-17, e clubes querem pagar milhões. O conselho que eu dou é para ele agir com o coração. Se você tem uma oportunidade, mesmo com 16, 17 anos, de ir para um Real Madrid, ou outro clube dessa dimensão, não pode perder. Acredito que ele tem que ir”, afirma.

    Uma das principais promessas do Timão em 2006, Lulinha também foi o artilheiro do Sul-Americano sub-17, com 12 gols marcados, meta que não foi superada até hoje. O maior artilheiro da história das categorias de base alvinegras chegou a receber proposta de 50 milhões de euros do Chelsea, mas recusou por um sonho de criança.

    “Eu tive a oportunidade e não abracei no momento. Eu paro para pensar agora e, poxa, eu deveria ter ido. Eu tinha o sonho de jogar pelo profissional do Corinthians, então eu quis primeiro realizar esse sonho para depois ir para fora. Eu ia para os jogos torcer e me imaginava em campo. Pensei nisso e acabei ficando, o que também foi bom, o Corinthians me valorizou bastante naquele momento”, desabafa.

    O jogador, que não deixa de sonhar com a Seleção Brasileira, acredita que subiu para o profissional muito jovem e conta o que acabou prejudicando a boa fase que vivia no Timão.

    “Foi uma responsabilidade muito grande. O momento do clube quando eu subi foi muito difícil. Confusão de presidente, diretoria. O time também não estava encaixado. Infelizmente isso acarretou para que pudesse acontecer tudo aquilo, depois teve a sequência de rebaixamento. Mas eu sou muito feliz e grato pelo Corinthians por tudo o que fez por mim”, conta o atacante, que não tem dúvidas de que sua história teria sido diferente caso o momento do clube tivesse sido melhor.

    (Por Beatriz Consolin)

    Veja mais:

    Atacante do SP sofre lesão

    Pato rasga elogios a Rodinei

    Coutinho aceita oferta do Barça

    Veja Também

    Vídeos do Corinthians