Fabio Carille - Corinthians

    Melhor que Tite em clássicos, Carille encara o Santos por supremacia

    Corinthians e Santos se enfrentam neste domingo no Pacaembu pelo Campeonato Paulista, e o retrospecto de seu treinador deixa os corintianos animados. Clássico é sinônimo de triunfo para Fábio Carille, que vem de vitória contra o Palmeiras no último domingo na Arena. O aproveitamento é tão bom que supera os números do seu mestre Tite, técnico mais vitorioso da história do Timão e hoje comandante da Seleção Brasileira.

    Desde que assumiu o Corinthians no início do ano passado, Carille duelou 13 vezes contra os rivais e obteve o impressionante aproveitamento de 76,9% dos pontos (9 vitórias, 3 empates e 1 derrota). Esse número é superior a todas as combinações de Tite. No geral, foram 63 clássicos, com aproveitamento de 46,5% dos pontos (22 vitórias, 22 empates e 19 derrotas). Em sua segunda passagem, de 2010 a 2013, Tite conseguiu 48,7% de aproveitamento em seus 13 primeiros clássicos. Já na era pós-Arena (2015-2016, terceira passagem), o número cai para 41%, enquanto entre 2004-2005 (primeira passagem), fez apenas sete clássicos, com o péssimo aproveitamento de 28,5%. Ou seja, Carille ganha também nos recortes.

    Na análise do desempenho dos dois treinadores, há um aspecto importante sobre o adversário deste domingo e que pode preocupar o corintiano. Até o momento, o Santos foi o único rival capaz de bater o Corinthians de Fábio Carille, com a vitória por 2 a 0 na Vila Belmiro no segundo turno do Brasileiro do ano passado. Justamente o Peixe, que virou uma espécie de pedra no sapato de Tite. Nos anos de Corinthians, a equipe da baixada foi a única contra quem o técnico da Seleção teve saldo negativo entre os rivais: cinco vitórias, dez empates e dez derrotas, aproveitamento de 38,4%.

    Já Carille, apesar da derrota, leva vantagem sobre a equipe da baixada com duas vitórias e um empate (66,6% de aproveitamento) e pode se orgulhar de não ter sido batido pelo rival jogando na capital. O duelo deste domingo, lembrando, será no Pacaembu. Sua principal vítima é o Palmeiras, com 100% de aproveitamento em quatro jogos.

    Este ano, o Corinthians disputou dois clássicos e venceu os dois, um deles no Paca: 2 a 1 contra o São Paulo. Agora, o duelo é contra seu amigo Jair Ventura, que assumiu o Santos este ano e tenta desequilibrar seu aproveitamento contra os rivais: perdeu para o Palmeiras (2 a 1) e bateu o São Paulo (1 a 0), ambos como visitante. É o confronto de  treinadores da nova geração, taxados de estudiosos.

    – Tenho muito respeito pelo Jair, temos uma proximidade, de vez em quando conversamos. No futebol hoje, se não estudar, fica para trás. Imagens estão para nos acrescentar. Do mesmo jeito que trabalhamos, o adversário também trabalha. Não tem mais surpresa, pode ter em um posicionamento ou outro. Vai ser um prazer jogar contra o Santos e contra o Jair. Vai ser um grande clássico e espero que vença quem for merecido – afirmou Carille.

    Merecimento. O termo remete a Tite, com quem Carille aprendeu muito, ao ponto de já superá-lo, pelo menos nos clássicos. A supremacia será mantida?

    Veja um comparativo de Carille com Tite nos clássicos pelo Corinthians:

    Carille nos 13 primeiros clássicos (2017-2018)
    9 vitórias
    3 empates
    1 derrota
    21 gols pró
    10 gols contra
    Aproveitamento: 76,9%

    Tite em todos os clássicos:
    63 jogos
    22 vitórias
    22 empates
    19 derrotas
    72 gols marcados
    62 gols sofridos (31 do Santos)
    Aproveitamento: 46,5% 

    Tite nos 13 primeiros clássicos 2010-2013 (Segunda passagem)
    5 vitórias
    4 empates
    4 derrotas
    17 gols marcados
    11 gols sofridos
    Aproveitamento: 48,7%

    Tite nos primeiros 13 clássicos 2015-2016 (Pós-Arena)
    4 vitórias
    4 empates
    5 derrotas
    14 gols marcados
    16 gols sofridos
    Aproveitamento: 41%

    Carille contra o Santos
    3 jogos
    2 vitórias
    1 derrota
    3 gols marcados
    2 gols sofridos
    Aproveitamento: 66,6%

    Tite contra o Santos
    25 jogos
    5 vitórias
    10 empates
    10 derrotas
    23 gols marcados
    31 gols sofridos
    Aproveitamento: 38,4%

    Carille contra o Palmeiras
    4 jogos
    4 vitórias
    8 gols marcados
    2 gols sofridos
    Aproveitamento: 100%

    Tite contra o Palmeiras
    16 jogos
    7 vitórias
    5 empates
    4 derrotas
    19 gols marcados
    16 gols sofridos
    Aproveitamento: 54,1%

    Carille contra o São Paulo
    6 jogos
    3 vitórias
    3 empates
    10 gols marcados
    6 sofridos
    Aproveitamento: 66,6%

    Tite contra o São Paulo
    22 jogos
    10 vitórias
    7 empates
    5 derrotas
    30 gols marcados
    15 gols sofridos
    Aproveitamento: 56%

    Veja Também

    Notícias do Corinthians