Naming Rights: valor de contrato e relação com a Globo

Torcida Arena Corinthians
Foto: Ag. Corinthians

O assunto naming rights da Arena Corinthians domina o noticiário esportivo na semana.

Com postagens enigmáticas do presidente Andrés Sanchez e uma confirmação cada vez mais próxima de um acerto, a Arena finalmente deverá ter um nome.

Segundo o UOL, está sacramentado: a Hypera Pharma adquiriu os direitos de nomear o estádio corinthiano.

Desde sua inauguração, o torcedor alvinegro vivia a expectativa de ter sacramentado a venda do nome do estádio. Era possível, inclusive, palpitar em Sites de apostas quando iria de fato acontecer.

Arena Corinthians
Arena finalmente terá o naming rights vendido (Foto: Marco Galvão/Fotoarena)

A Arena mais valiosa do Brasil

Segundo o UOL, a Hypera Pharma pagará R$ 350 milhões de reais para nomear o estádio corinthiano por 20 anos.

Ainda que as condições de pagamento não estejam divulgadas, o valor anual seria de R$ 17,5 milhões.

Isso faz o estádio alvinegro ser o mais valioso do Brasil.

A Allianz paga R$ 300 milhões à empresa WTorre para nomear o Allianz Parque. A seguradora alemã acertou esse valor também por 20 anos.

Já na Bahia, a Itaipava dá nome a Arena Fonte Nova pelo valor de R$ 50 milhões por um contrato de 10 anos, que expira em 2023.

E a Globo?

Quando se trata de naming rights, sempre surge uma dúvida no mundo esportivo: a Globo, principal veículo de mídia do país, irá falar o nome do patrocinador?

Na Fórmula 1, apenas após discussões com o grupo proprietário da categoria a Globo passou a chamar a equipe Red Bull pelo nome. Até hoje, no entanto, as transmissões cita como RBR em algumas ocasiões.

No futebol, no entanto, jamais foi citado o nome de detentores do estádio.

Quando transmitia a Champions League, a Globo jamais citou Allianz Arena para jogos do Bayern de Munique.

A casa do maior rival corinthiano é citada como Arena do Palmeiras e não Allianz Parque.

Já o caso mais recente é o Red Bull Bragantino. O time do interior é citado apenas como Bragantino.

Porém, conselheiros do Corinthians dizem que o acordo pela Arena em Itaquera tem duas cartas na manga.

A primeira, é que na última renovação de contrato com a TV Globo, o Corinthians havia exigido que o nome do estádio fosse citado em caso de venda dos naming rights.

Porém, essa informação, de fato, nunca foi confirmada pela diretoria alvinegra.

O segundo ponto é que a Hypera Pharma, provável futura proprietária do nome do estádio alvinegro, é patrocinadora do futebol da Globo. A empresa paga cerca de R$ 300 milhões anuais à emissora para exibir a marca Benegrip nas transmissões de futebol.

Agora, resta aguardar o anúncio oficial e descobrir os desdobramentos. Será no aniversário do clube?

Notícia Anterior
Otero - Corinthians

Tiago Nunes não se anima com Otero, novo reforço do Corinthians

Próxima Notícia
Carlos Augusto - Corinthians x Palmeiras

Oficial: Corinthians e Monza confirmam transferência de Carlos