UOL Esporte - 15 de julho de 2017 às 21:41

O Corinthians não venceu, mas Jo brilhou no empate por 2 a 2 diante do Atlético-PR ao marcar os dois gols do alvinegro e garantir ao menos um pontinho. Depois do confronto na Arena Corinthians, o atacante desconversou quando questionado se se considerava o melhor do país na posição, mas admitiu que vive uma excelente fase.

“Não posso me colocar no topo, mas claro que estou entre os melhores. Existem muitos atacantes bons, alguns eu tenho como referência, mas venho fazendo um grande campeonato mesmo. Temos que ir devagarzinho, descansar que quarta-feira tem mais”, afirmou.

Jo rejeitou rotular o empate como um tropeço, e viu pontos positivos no resultado, em particular na reação do Corinthians, que saiu perdendo.

“Viramos o jogo e cedemos empate no final, não é tropeço, é um ponto. Vence que soma mais pontos, é satisfatório para a gente o resultado”.

O artilheiro corintiano na temporada também falou sobre a invencibilidade do alvinegro no Brasileiro, e reconheceu que a derrota pode acontecer a qualquer momento, mas isso não é problema.

“Tem que tentar ganhar os jogos, o natural é tentar segurar. Agora, objetivo não é manter invencibilidade, é ganhar o campeonato. Nossa equipe não é imbatível, tem erros e acertos. O objetivo é buscar o título e se manter no topo da tabela, a invencibilidade, não sei quanto vai durar”.

O resultado deste sábado mantém o Corinthians na liderança isolada do Brasileirão, com 36 pontos, invicto: são 11 vitórias e três empates. O aproveitamento segue alto, em 85,7%.