Jadson - Corinthians x Cruzeiro

    O título não veio, mas Copa do Brasil aliviou os cofres do Corinthians; veja quanto o clube ganhou

    O Corinthians foi derrotado pelo Cruzeiro na final da Copa do Brasil, mas ao menos pode comemorar o fato de ter levantado um bom dinheiro para seus cofres. Somando premiações e bilheterias dos jogos ao longo do torneio, a equipe paulista arrecadou cerca de R$ 42,87 milhões.

    A equipe paulista entrou na competição já nas oitavas de final, fase que rendeu R$ 2,4 milhões. Com a passagem pelo Vitória, o Corinthians encarou a Chapecoense nas quartas e garantiu mais R$ 3 milhões.

    Com nova classificação, teve direito a mais R$ 6,5 milhões na semi contra o Flamengo. Já o vice-campeonato valeu mais R$ 20 milhões ao time de Jair Ventura.

    Valor que, somado aos garantidos nas fases anteriores, representa quase R$ 32 milhões.

    Esse montante, por exemplo, é exatamente o que o Corinthians orçou como gasto em despesas gerais e administrativas, contas que incluem, por exemplo, água, energia, contas telefônicas, refeições…

    É mais do que suficiente também para cobrir o déficit que o clube teve até julho em 2018, de R$ 17,3 milhões. A premiação garantida também fica próxima do que foi o resultado negativo de 2017, ano em que os paulistas novamente fecharam no vermelho, em R$ 35,1 milhões.

    Com quase R$ 32 milhões, o Corinthians também pode pagar o que vem tendo com despesas extraordinárias de sua Arena, dinheiro que tem saído dos cofres, e não das receitas do estádio. Em 2016, por exemplo, essa quantia foi de R$ 24,8 milhões; e, em 2017, R$ 26,5 milhões.

    Maior renda da história da Arena

    Inaugurada em maio de 2014, a Arena de Itaquera registrou a maior arrecadação da história nesta final da Copa do Brasil: R$ 5.108.151,00 (público de 45.978 pagantes).

    O recorde anterior era de R$ 3.663.322,00, obtido na semifinal da Copa do Brasil contra o Flamengo, neste ano.

    No total, a equipe paulista arrecadou cerca de R$10,97 milhões com as bilheterias dos jogos:

    – Corinthians 3 x 1 Vitória – R$ 1.280.969,60.
    – Corinthians 1 x 0 Chapecoense – R$ 931.506,17
    – Corinthians 1 x 2 Cruzeiro – R$ 5.108.151,00
    – Corinthians 2 x 1 Flamengo – R$ 3.663.322,00

    A Copa do Brasil também já supera qualquer jogador vendido pelo Corinthians neste ano. O mais caro, Maycon, rendeu R$ 22 milhões – Balbuena saiu por R$ 18 milhões; Rodriguinho, por R$ 15 mi.

    Segundo o orçamento, só os R$ 20 milhões da final já são bem mais do que o Corinthians projeta em gastos com direitos de imagem de atletas, R$ 12,9 milhões. No balanço de 2017, inclusive, o clube mostrava ter ao menos R$ 9 milhões para pagar para Cristian e Jô, que nem estão mais na equipe.

    Considerando, em média, o que o Corinthians já gastou em salários até julho, R$ 106,5 milhões, pouco mais de R$ 15 milhões/mês, a renda obtida na Copa do Brasil já é suficiente para quase três folhas mensais.

    Veja Também