Patriotas treina em Itaquera e sabe o que fazer para eliminar o Corinthians da Sul-Americana

    O Patriotas finalizou nesta terça-feira sua preparação para o duelo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana, contra o Corinthians. Na véspera do confronto, os colombianos realizaram o treino de reconhecimento do gramado na Arena Corinthians e mostraram bastante confiança em relação à classificação para a próxima fase do torneio.

    A atividade comandada pelo técnico Diego Corredor durou aproximadamente uma hora e meia. Seus jogadores se concentraram em atividades em campo reduzido, com poucos toques na bola. Posteriormente, as bolas aéreas tomaram conta do treinamento, e é justamente neste tipo de lance que o treinador do Patriotas espera surpreender o adversário.

    Saiba mais:

    “Flamengo é o campeão de 87”

    Rodrigo Caio abre o jogo

    Franceses recusam brasileiro

    “Apesar do nível de seus jogadores, da história que tem, o Corinthians é uma equipe defensiva. Os jogadores estão sempre preparados para contra-atacar. As bolas aéreas, pelas laterais, podem gerar perigo à defesa deles, mas eles têm uma equipe muito completa e por isso estão na liderança do Campeonato Brasileiro”, afirmou Diego Corrido.

    Além de ter que decidir a classificação da Copa Sul-Americana fora de casa, o Patriotas também terá de lidar com a grande invencibilidade do Corinthians. O time do técnico Fábio Carille não perde há 30 jogos, entretanto, os colombianos ainda assim acreditam que podem acabar com a festa alvinegra, já que estiveram muito próximos de superarem os rivais no jogo de ida, quando o Timão conseguiu o empate já nos acréscimos.

    “Eles estiveram a 20 segundos de perder essa invencibilidade. Por uma descontração nossa no fim da partida eles empataram no último minuto. Nada está escrito, creio que amanhã isso será um ingrediente a mais e vamos nos concentrar em fazer um bom jogo e passar para a próxima fase”, disse o treinador do Patriotas.

    Por fim, Diego Corrido fez uma projeção da partida desta quarta-feira e crê que sua equipe precisará suportar a pressão do Corinthians no início do jogo, ainda que os donos da casa já tenham assegurado a vantagem na partida de ida.

    Veja Também