Petros contraria agente, nega desejo de sair e sonha com volta por cima

    Petros não aguenta mais ler notícias sobre uma suposta saída do Corinthians, com quem tem contrato até 31 de maio de 2018. Chateado com a repercussão negativa, o jogador resolveu se manifestar e garantiu que não tem nenhum interesse em deixar o Timão neste momento.

    Nos últimos dias, o empresário Fernando Garcia afirmou em entrevistas que aguarda propostas oficiais do Flamengo e de um clube da Rússia. Hoje reserva da equipe de Tite, o meio-campista afirma ter um outro objetivo neste momento:

    “Eu quero reconquistar o meu espaço. Estou supersatisfeito porque tenho um bom contrato com um dos maiores clubes do mundo. Tenho uma ótima relação com a torcida, que mostra muito carinho por mim e que mesmo depois da eliminação me deu apoio, porque sabe da minha entrega e dedicação. Quero mostrar cada vez mais trabalho e brigar por vitórias e títulos. Estou feliz no Corinthians”, afirmou o jogador, por telefone.

    Dono de 50% dos direitos econômicos do jogador – a outra metade pertence ao Timão -, o agente tem cobrado Tite publicamente para que ele seja mais utilizado, afirmando ter propostas. Petros, porém, mostra desconforto com esta situação e deixa o seu futuro nas mãos da diretoria.

    “Sobre o Fernando Garcia, disse a e ele que toda proposta que chegar deve ser levada ao Corinthians, pois são eles os donos dos meus direitos federativos. É o Corinthians quem manda, eles que resolvem se vão querer me negociar ou não”, disse o atleta.

    Titular com Mano Menezes no ano passado, Petros deixou a equipe em 2015 por conta do esquema de Tite, que atua com dois meias criativos na segunda linha de quatro do 4-1-4-1: Jadson e Renato Augusto. Opção constante, ele entrou em campo na semifinal contra o Palmeiras e acabou perdendo a última cobrança na decisão por penalidades que tirou o Timão das finalíssimas. Na estreia do Brasileirão, com um time misto, foi titular na vitória por 1 a 0 contra o Cruzeiro, em Cuiabá.

    Questionado sobre o jogo de quarta-feira, contra o Guaraní do Paraguai, em que o Timão precisa vencer por três gols de diferença para conseguir a vaga nas quartas de final da Taça Libertadores, o meia de 25 anos garantiu que o clima é de confiança dentro do elenco alvinegro.

    “A torcida pode esperar muito empenho e dedicação de todos. Estamos realmente muito focados na decisão. Não existe conversa de salário atrasado e nem de greve, isso realmente é tudo balela. Esse é um dos melhores grupos que já trabalhei. Vamos em busca dessa virada. Ela será muito importante para a nossa caminhada. Vamos mostrar a nossa força neste jogo. Contamos com o apoio da nossa torcida, como sempre, para dar a volta por cima.”

    Veja Também

    Notícias do Corinthians