PM confirma seis feridos e diz que ônibus não seguiram orientação

    O 12º Batalhão de Polícia Militar confirmou que seis torcedores do Corinthians ficaram feridos na confusão com a torcida do Coritiba, neste domingo (18), nas proximidades do Couto Pereira. De acordo com as autoridades, um ficou em estado grave.

    A PM afirma ter escoltado 38 ônibus com torcedores do Corinthians desde a chegada a Curitiba até o estádio. Três ônibus, porém, teriam decidido se deslocar por conta própria até o local, sem informar o itinerário à corporação. Foram eles os alvos da torcida do Coritiba.

    No começo da tarde, a corporação informou ao UOL Esporte que prendeu um dos suspeitos da agressão, um homem chamado João Carlos de Paula, de 24 anos. Segundo o delegado, ele confessou o crime. A polícia trabalha para identificar os outros autores da violência.

    As confusões aconteceram em três ruas de Curitiba: Mauá, 7 de Abril e Amâncio Moro. Essa última é travessa do local em que fica localizada a Império Alviverde, uma das torcidas organizadas do Coritiba.

    A briga acabou atrasando a saída do Corinthians para o jogo e, por isso, o clube não participou do protocolo da CBF de entrada no gramado. O hino foi executado apenas para o time do Coritiba.

    Cerca de vinte de minutos antes do jogo ainda havia muitos torcedores do Corinthians tentando entrar no estádio.

    Por meio do Twitter, o clube se manifestou sobre as cenas de violência. “Infelizmente, a violência e a covardia se tornaram, mais uma vez, os principais assuntos num domingo de futebol”, escreveu o Corinthians. “Que os torcedores que sofreram os atos de agressão e covardia se restabeleçam e que os órgãos competentes apurem e punam os responsáveis.”

    Confira a nota oficial da Polícia Militar:

    O 12º Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento do jogo entre Coritiba e Corinthians, informa que por volta de 8h30 deste domingo a PM atendeu a ocorrência de confronto entre torcidas na Rua Amâncio Moro, nas imediações do estádio Major Antônio Couto Pereira. Com apoio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), várias equipes da Polícia Militar rapidamente chegaram ao local e os envolvidos foram dispersados, o que evitou uma tragédia ainda maior.

    No confronto entre torcedores, seis pessoas ficaram feridas as quais foram socorridas pelo Siate do Corpo de Bombeiros (uma em estado grave encaminhada ao Hospital Evangélico e as outras cinco levadas para os hospitais Cajuru e Trabalhador).

    Ao todo, o BOPE escoltou 38 ônibus coletivos com torcedores do Corinthians desde a chegada à Capital até o estádio, sem nenhum incidente. Outros três ônibus não acataram a orientação da Polícia Militar, deslocaram por conta própria, sem informar o itinerário à corporação, e acabaram sendo alvo do confronto entre rivais. A ROTAM do 13º Batalhão também escoltou outros 8 ônibus com torcedores corinthianos oriundos da região norte da capital paranaense.

    Ao longo da manhã e após o jogo, não houve registros de outros tumultos envolvendo torcedores nas proximidades do estádio. O 12º Batalhão reforçou o policiamento em toda a região do estádio com apoio de outras unidades da Polícia Militar, incluindo reforço para a escolta dos ônibus que vieram de São Paulo com torcedores. Participaram do policiamento viaturas, policiais a pé, motos, cavalos e um helicóptero.

    A PM informa ainda que antes de algumas partidas é feita uma reunião com dirigentes e representantes de torcidas ou, quando não há reunião, como foi no caso desta partida, é feito contato com as torcidas organizadas para fechar acordos e trocar informações de como será o policiamento, bem como sobre o público esperado a pé ou de ônibus e como serão as escoltas.

    A PM lembra que há anos têm feito este trabalho e quando as partes cumprem as regras o número de incidentes é menor.

    Veja Também

    Comments (15)

    1. Avatar
      Renan Rolim

      Sempre assim..sempre sobra pros Corinthianos

    2. Avatar
      Leandro Gancho

      Lixo!!! Contra tudo e contra todos, a culpa agora é do ônibus, cambada de desgraçados!!!

    3. Avatar
      Carlos Barbosa Souza

      Na terra do mouro não se pode esperar grande coisa

    4. Avatar
      Marcelo Goncalves Silva

      Eu TO é puto com o gol anulado bandeirinha lazarento.

    5. Avatar
      Rodrigo Saldanha Cruz

      Tem que investigar os policiais que estavam fazendo a escolta da torcida porque fizeram uma emboscada para os torcedores do Corinthians

    6. Avatar
      GUi CrUz CP

      A maior culpado ae é a PM que deveria escoltar os busões até a porta do estádio em segurança ,, eles tem q ser homens e admitir que ERRARAM,, erro grosseiro e imperdoável ,, as pms do sul tratam torcidas visitantes como gado ,, racismo é cultura n sul do brasil.

    7. Avatar
      Priscilla Santos

      Esses vermes nojentos.

    8. Avatar
      Antonio Donizeti Paulino

      Esse é o Brasil!
      Curitiba se acha o primeiro mundo

    9. Avatar
      Marya Terezinha

      Ue e cadê a escolta da PM para redirecionar esses ônibus?????

    10. Avatar
      Marcio Vieira

      Vergonha

      • Avatar
        Patricia Santos

        E o que que isto tem a ver com o que aconteceu hj em curitiba?

      • Avatar
        Gilberto Pelinson Ximenes

        Nada….absolutamente nada, jumenta

    Comments are closed.