Polícia Civil notifica Corinthians sobre contrato com VaideBet: investigação em andamento

Corinthians Vai de bet
PUBLICIDADE

Nesta terça-feira, 4 de junho, o Corinthians foi notificado pela Polícia Civil, através de um documento endereçado ao presidente Augusto Melo.

A notificação está relacionada a um suposto “laranja” envolvido na intermediação do contrato de patrocínio máster com a VaideBet, avaliado em R$ 360 milhões por três anos.

O delegado Tiago Fernando Correia solicitou três informações essenciais para prosseguir com a investigação preliminar:

  1. O contrato firmado com a VaideBet.
  2. Informações sobre a possível intermediação da empresa Rede Social Media e Design.
  3. Qualquer documento que formalize a participação da Rede Social Media e Design no acordo com a VaideBet.

Além do clube, a Polícia Civil também notificará Alex Cassundé, sócio da Rede Social Media e Design, e Edna Oliveira dos Santos, residente em Peruíbe, litoral sul de São Paulo, cujo nome foi envolvido no caso.

Corinthians Vai de bet
Foto: Ag. Corinthians

Segundo denúncia do “Blog do Juca Kfouri“, a empresa Rede Social Media e Design, que intermediou o contrato, teria repassado parte da comissão para uma empresa “laranja”, Neoway Soluções Integradas em Serviços Ltda., registrada no nome de Edna Oliveira dos Santos, que aparentemente desconhece a existência da empresa. Até agora, duas parcelas de R$ 700 mil foram transferidas pelo Corinthians para o intermediário mencionado no contrato.

A notificação da Polícia ao Corinthians foi divulgada pelo UOL. Em nota oficial, o clube afirmou:

“O Sport Club Corinthians Paulista confirma que recebeu notificação da Polícia Civil e irá colaborar com as investigações. O clube é o maior interessado em esclarecer os fatos.”

O caso está sendo conduzido pelo Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) e pela terceira delegacia, especializada em casos de lavagem de dinheiro.

A investigação está na fase preliminar, com coleta de documentos e depoimentos. Após essa etapa, o inquérito poderá ser instaurado. A Polícia prevê continuar com essa fase inicial por mais duas semanas.

Notícia Anterior

Timão encara brasileiro ou equatoriano nas oitavas da Sul-americana

Próxima Notícia
Rafael Venâncio - Corinthians

Barcelona quer tirar revelação do Corinthians, diz jornal espanhol

PUBLICIDADE
Veja Também