Por que a contratação de Wagner já rende dor de cabeça para o Corinthians

    Corinthians e o meia Wagner já têm um acordo desenhado válido por dois anos, mas a assinatura de contrato ainda parece distante. Em imbróglio com o clube chinês Tianjin Teda-CHN, o reforço para 2017 tem sido motivo de dor de cabeça para dirigentes corintianos. O jogador ainda tenta liberação e, no Parque São Jorge, cuidados são tomados para que não se caracterize aliciamento.

    Consultado por representantes de Wagner, o Corinthians avisou que não gostaria de se envolver na discussão com a equipe chinesa. Como o jogador já fez exames no novo clube e acertou termos de transferência, há a preocupação de que possa se caracterizar uma investida sobre atleta com contrato vigente. Afinal, ainda há vínculo válido de uma temporada entre o jogador e o Tianjin Teda.

    Nos últimos dias, empresários brasileiros com trânsito na China foram contatados por Wagner para tentar um acordo amigável pela rescisão. Nos primeiros contatos na semana passada, a cúpula do Teda demonstrou não estar disposta a facilitar a liberação do jogador. O fato de ter encaminhado um acerto para jogar no Corinthians sem que a situação pendente na Ásia fosse resolvida deixou os chineses irritados.

    Ao longo desse semestre, diversas tentativas de acordos foram realizadas entre jogador e Teda. Segundo apurou a reportagem, Wagner recusou uma oferta para que recebesse 80% dos valores previstos no contrato para 2017 e também não aceitou ser emprestado.

    O problema ocorreu a partir do meio do ano passado, quando a equipe chinesa contratou outros jogadores estrangeiros e retirou Wagner da lista de inscritos da Liga. Sem acordo, o Teda deu férias ao meia brasileiro, que não se reapresentou mais e optou por rescindir unilateralmente o vínculo que ainda possuía.

    Ciente da dificuldade da situação, o Corinthians faz pressão sobre Wagner para que ele consiga um acordo rapidamente. Na última semana, o gerente de futebol Alessandro foi perguntado sobre a situação e se limitou a dizer que o clube aguardava questões burocráticas.

    Caso Wagner e o clube não consigam um acordo amigável, a situação só deve caminhar em janeiro com a abertura de janela de transferências. Wagner pode pedir uma autorização temporária à CBF para assinar com nova equipe e discutir, na Fifa, sua situação com o Tianjin Teda.

    No Parque São Jorge, há bastante confiança de que Wagner possa ser um dos jogadores referenciais do Corinthians no ano que vem. Por isso, mesmo aos 31 anos, o clube topou pagar salários de aproximadamente R$ 450 mil para o ex-jogador de Fluminense e Cruzeiro.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Torcida Corinthians
    Notícias do Corinthians
    Hernane - Bahia

    Comments (9)

    1. Avatar
      Richard Lhp

      Escroto pra porra…é fraco,nunca prestou!

    2. Avatar
      Fabyo Lima

      O Palmeiras está nas mãos desse Paulo Nobre e ninguém fala nada qd esse cara sair até a cueca dos Palmeirense ele vai levar si fosse o Corinthians já estariam fazendo projeções pra criar assunto

    3. Avatar
      Paganine Alves Oliveira

      Diretoria burra do caralho

    4. Avatar
      Aquiles Sccp

      Lixo diretoria onde viram qualidade nesse fdp

    5. Avatar
      Francelio Franklin

      No minimo ele ta pedindo demais pra jogar no Clube

    6. Avatar
      Alexandre Tonelli Amorim

      pq a midia ama nois

      • Avatar
        Fabyo Lima

        Vdd a mídia faz mt pressão e acaba influenciando opiniões td no Corinthians. Eles fazem sensacionalismo

    7. Avatar
      Leandro Gancho

      Lixo de diretoria, tudo nessa porra vira novela, aí vai jogar é uma merda

    8. Avatar
      Tyto Oliveira Gabriel

      Vai timão

    Comments are closed.