Por que um fã paraguaio de Romero fez uma camisa de plástico do corintiano

    • Acervo Pessoal

      Camisa feita de plástico

      Camisa feita de plástico

    Milner tem apenas oito anos – fará 9 no próximo mês. Tudo que ele queria era uma camiseta do atacante Romero. Mas, depois de não conseguir o presente que desejava, ele passou a viralizar na web. O menino foi parar no Twitter do Corinthians com o uniforme improvisado que fez com uma sacola plástica. Os corintianos então passaram a pedir para que o clube mandasse uma camisa do atacante para o menininho.

    A história começou quando o pai de Milner, Isabelino Alvarenga, resolveu levar sua família para o jogo contra o Uruguai na última terça-feira. Mas, a primeira frustração veio quando os ingressos acabaram rapidamente, sem ele conseguir fazer a compra. A solução então foi comprar uma camisa do Paraguai para toda a família. Foi neste momento que Milner ficou triste mais uma vez.

    “Eu comprei a camisa para ele e ele não gostou, queria a do Romero. Porque eu comprei a de número 10 (usada por Derlis Gonzales) e assim, ele encontrou a sacola de plástico, não sei onde, e fez a camisa do Romero com nome e número 11”, explicou o pai ao UOL Esporte.

    Acervo Pessoal

    O pai não foi o responsável por tirar a foto com a camisa de plástico divulgada pelo Corinthians. “Ele não fez sozinho, teve a ajuda da sua irmãzinha. Quando eu estava descansando, eles usaram meu celular para tirar a foto, que eu encontrei mais tarde e postei no Facebook”, explicou.

    O garotinho é fã de Romero desde os tempos de Cerro Porteño. Alvarenga disse que quando o atacante trocou os paraguaios pelo Corinthians foi uma tristeza para o pequeno, que passou a acompanhar todos os jogos do time paulista.

    “Ele é fã desde que o conheceu na seleção. Quando ele foi embora para o Brasil, ficou louco. Ele não perde nenhuma partida do Corinthians, sempre quer ver os jogos”, disse.

    Segundo o pai, a paixão aconteceu pelo fato do jogador se identificar com Romero dos tempos de Cerro Porteño. “Ele me falou. ‘Angel Romero se parece comigo papai’. E deu risada. Desde então não parou de segui-lo”, finalizou.

    De acordo com Isabelino, a escolha pelo número 10 da camisa do Paraguai foi pelo fato da dificuldade de encontrar a camisa 11, utilizada por Romero na partida.

    Veja Também